Notícia

Bélgica regressa, de olhos no Mundial

May 26, 2018

Fotos: Eef Bal

O Campeonato da Europa que se realiza este ano na Corunha vai contar com 11 selecções, juntando-se às oito que estiveram em Oliveira de Azeméis, em 2016, as selecções de Andorra, Holanda e Bélgica.

Se a selecção holandesa esteve, por exemplo, presente nos dois últimos mundiais, e Andorra é recorrente nas competições jovens, a Bélgica é um regresso que se saúda.

Naturalmente, o Hóquei em Patins na Bélgica não tem a vitalidade de outros tempos. A selecção belga foi uma das primeiras "potências" da modalidade, conquistando a prata em 1947, no primeiro título Europeu (e Mundial) de Portugal. Antes, em 1938, tinha sido bronze, contando ainda com cinco quarto lugares, em 1939, 1949, 1951, 1952 e 1954).

Berthels, de 52 anos, está apontado ao Europeu

Mas a Bélgica eclipsou-se. O último Europeu em que os belgas estiveram foi em 1996, na 42ª edição. Então com nove selecções, o Campeonato que decorreu em Salsomaggiore (Itália) foi disputado em sistema de "todos-contra-todos". A Bélgica terminaria em sétimo lugar, à frente da Inglaterra e da Áustria, que venceu respectivamente por 4-1 e 9-5. Ficaria no entanto marcada pelo registo das derrotas mais pesadas do evento, às mãos de Portugal (22-0), Espanha (34-0) e Itália (22-1).

Regressa agora, já a apontar ao Mundial de 2019. A participação no Campeonato do Mundo só será possível para quem estiver no evento europeu, e a Bélgica fará a sua parte.

O seleccionador é Tonny van den Dungen, holandês de 50 anos que esteve nos Jogos Olímpicos de 1992 e que treina actualmente os germânicos do Bison Calenberg, a quem "requisita" três jogadores: Damy e Joeri Mertens e o português Sérgio Rita.

Marco Migueis, um dos três portugueses da equipa

Sérgio, alentejano de nascimento, é um dos três portugueses que integrarão o seleccionado belga. Presentes na Corunha estarão também Marco Migueis, dos franceses do Roubaix, de 34 anos, e o veterano Nuno Rilhas, que aos 45 anos ainda é importante na manobra do Walsum, que, na Taça CERS, foi o primeiro obstáculo do que se viria a consagrar vencedor da prova, Lleida. Em Portugal, Rilhas representou equipas como Sintra, Cascais, Nafarros ou Sporting.

Num grupo que actualmente conta com nove jogadores confirmados - podendo ser integrado um décimo - merece também destaque Serge Berthels, que integra a convocatória antes de completar 53 anos em Setembro... "batendo" o guarda-redes inglês, Eddy Revill, que esteve no Euro de Oliveira de Azeméis com 48 anos.

Bélgica - Campeonato da Europa 2018

Guarda-redes

Damy Mertens (Bison Calenberg) e Toony Adriaenssens (Modern)

Jogadores de pista

Dennis Peustjens e Geert Rombouts (Modern), Joeri Mertens e Sérgio Rita (Bison Calenberg), Marco Migueis (Roubaix) e Nuno Rilhas (Walsum) e Serge Berthels (Rolta Leuven)

Seleccionador

Tonny van den Dungen

Inline content
Contacte-nos
BackOffice
Privacy Policy