Notícia

Quarteto das 'meias' definido

Aug 03, 2017

Estão definidas as quatro equipas que vão disputar as meias-finais do Campeonato da Europa de Sub-17.

Espanha, Itália, França e Portugal são "donos" dos quatro primeiros lugares desde 2012 - com apenas a Alemanha a conseguir "furar" esse domínio, em 2016 - e voltam a ser as equipas que vão lutar pelo título.

Seleccionador transalpino Tommaso Colamaria é também treinador da equipa principal do Monza, que vai contar com Pedro Batista (campeão nacional de Sub-20 pelo Benfica) na próxima temporada.

No grupo A, a Espanha venceu a Itália por 5-4 e garantiu, antes da derradeira jornada da primeira fase, o primeiro lugar. Os espanhóis venciam por uns surpreendentes 4-1 ao intervalo e, com três minutos decorridos na etapa complementar, chegaram mesmo ao 5-1. No entanto, a formação transalpina orientada por Tommaso Colamaria não baixou os braços e conseguiu mesmo chegar à diferença mínima, com mais de cinco minutos para jogar. O empate já não surgiria e os italianos defrontarão na sexta-feira, nas meias-finais, o primeiro do grupo B.

Portugal e França decidem esta sexta-feira o vencedor do grupo B. Portugal tem de vencer, à França basta o empate.

No grupo B, Portugal e França venceram e reservaram o seu lugar na semifinal. Os portugueses venceram Andorra por 0-3, com José Gonçalves [na foto de capa] a ser o homem do jogo, ao apontar os três golos. Os gauleses continuam goleadores e, à conta disso, partem com vantagem para a última jornada. A vitória por 9-1 sobre a Suíça - Leo Savreux, filho do seleccionador Fabien Savreux, apontou quatro dos golos - permite assegurar o primeiro lugar no grupo com "apenas" um empate frente a Portugal esta quinta-feira. Já Portugal tem de vencer para terminar no lugar cimeiro e evitar o duelo ibérico nas meias-finais.

O primeiro do grupo B defrontará a Itália nas "meias". O segundo medirá forças com o actual campeão, Espanha.

No outro jogo do dia, Inglaterra venceu a Alemanha por 2-5 no grupo A, logrando a sua primeira vitória na prova. As equipas de José Carlos Amaral e José Aleixo passam a somar três pontos, mas a Inglaterra defronta ainda Israel, na última ronda, e pode assumir o terceiro lugar do grupo. A Alemanha "folga" antes dos dois dias da fase final.

Sabia que...

... a Espanha é a selecção mais "velha" e Israel a mais nova?

Com uma média etária superior a 15 anos e nove meses, a selecção espanhola, que defende o título, é a mais "velha" em prova, seguida do seleccionado português, com pouco menos de 15 anos e oito meses de média.

Os jogadores israelitas são os mais novos em competição, com praticamente um ano menos que os espanhóis. Para tal, muito contribui o facto de contarem com os dois jogadores mais novos entre todos, os únicos nascidos em 2004: Yuval Kaminsky e Elad Toren.

Apenas um jogador festeja o aniversário neste Europeu. O andorrenho Nil Dime completou 16 anos a 31 de Julho.

Há depois 13 jogadores (entre 99) nascidos no ano de 2003, entre os quais o português Lucas Santos e quatro (!) jogadores de Andorra.

No outro extremo da tabela etária está o austríaco Dieter Karu que, nascido no primeiro dia de 2001, está mesmo no limite para poder ser chamado. O português Tiago Freitas e o austríaco Sebastian Lampert estão "ex-aequo" depois de Karu, com aniversário a 7 de Janeiro.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade