Notícia

Fechar com goleada natural

Sep 01, 2017

Foto de capa: Federação de Patinagem de Portugal

Um empate (com o Chile) e quatro derrotas (Argentina, Itália, Espanha e França) foram o preço pago pelo seleccionador Carlos Pires por uma clara aposta de futuro, apresentando uma selecção muito jovem - mas ambiciosa - em Nanjing.

Lições retidas, a selecção nacional de seniores femininos partia para o seu último jogo com claro favoritismo frente aos Estados Unidos que as derrotas mais leves que conseguiram foram contra as agora finalistas. "Apenas" oito golos consentidos frente à Espanha e dez frente à Argentina, mas 13 com a Itália (no único jogo em que marcaram, por Kimberly Hughes) e 27 com França e com Alemanha, diziam bem da fragilidade das norte-americanas.

Portugal entrou a marcar com pouco mais de um minuto decorrido, com Margarida Florêncio a desbravar o caminho para uma goleada esperada.

Com os golos divididos irmãmente entre primeira e segunda parte, Portugal vencia ao intervalo por 0-13 com Margarida Florêncio a assinar uma mão cheia de golos. Na segunda parte, Marlene Sousa foi a mais certeira, juntando seis golos aos dois que já conseguira antes do descanso, cabendo à capitã portuguesa fechar as contas da partida sobre o apito final.

Nas contas dos golos deste jogo, - para além dos oito de Marlene - Margarida Florêncio chegaria aos sete tentos, a benjamim Catarina Costa marcou quatro, Sofia Silva apontou três, Inês Vicente bisou e Beatriz Figueiredo e Renata Balonas apontaram um tento cada.

Esta vitória vale a Portugal um sétimo lugar na classificação final, aquém dos objectivos definidos e ambicionados, mas também demonstrativo de um maior equilíbrio qualitativo entre as selecções femininas quando comparadas com as suas congéneres masculinas.

Decisão depois da folga

A final entre Argentina e Espanha disputa-se este sábado, a partir das 18h30 locais, com as duas selecções a terem um dia de descanso antes do decisivo jogo onde desempatarão no número de títulos conquistados. A disputa particular entre a albiceleste e "la roja" vai em cinco títulos para cada uma.

Entretanto, esta sexta-feira ficou já definido o resto da classificação do Campeonato do Mundo.

A França venceu a Itália por 3-4 e garantiu o quinto posto, ao passo que a Alemanha termina no lugar mais baixo do pódio depois de uma vitória por 3-0 sobre o Chile, que assim se queda no quarto posto.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade