Notícia

O 'guarda-redes da casa' deixará a Oliveirense

Apr 15, 2019

Domingos Pinho abandonará a Oliveirense no final da temporada.

Ligado à equipa de Oliveira de Azeméis desde os escalões de formação, Domingos Pinho, que completa 39 anos em Julho, deixará a Oliveirense no próximo defeso com o intuito de continuar entre os postes, desconhecendo-se ainda em que emblema fará valer a sua experiência.

Domingos subiu aos seniores na Oliveirense, terminando a sua primeira ligação ao clube em 2003 para sair em busca de mais minutos e de afirmação. Jogou uma temporada no Académico de Cambra, outra em Espinho e meia temporada em Gulpilhares. Apenas meia temporada porque, em Dezembro de 2005, falhada a aposta no catalão Carles Cantarero, foi chamado de volta à Oliveirense.

Com a missão de substituir um Girão que se sagrara campeão nacional, Domingos foi determinante na conquista da Supertaça pelo Valongo

Ganhou a Taça de Portugal em 2011 e 2012 e saiu em 2014, para o recém-coroado campeão nacional Valongo. Nessa temporada, o Valongo conquistaria a Supertaça António Livramento e garantiria – pela última vez – a qualificação para a Liga Europeia.

Foi novamente chamado de volta ao Salvador Machado depois de apenas um ano longe. Mas Xevi Puigbi chegara em 2014 e já era dono da baliza, relegando o internacional português para o banco.

Vice-campeão europeu de juvenis em 1996, vice-campeão europeu de Sub-20 em 1997 e 1998, esteve na oficiosa e polémica Taça Latina de 2001, na Lourinhã, que venceria. Já sem polémicas, e com carácter oficial, voltaria a vencer a Latina em 2002, em Sintra.

Domingos Pinho esteve na conquista de duas das três Taças de Portugal do palmarés oliveirense

Nove anos mais tarde, voltaria ao radar da selecção, já de seniores. Em 2011 esteve na Taça das Nações – que Portugal venceu – e garantiu um lugar no Mundial de San Juan desse mesmo ano, onde a selecção portuguesa garantiria o bronze.

Para o lugar de Domingos Pinho na Oliveirense, fala-se da chegada de Nelson Filipe, que Renato Garrido e Edo Bosch conhecem bem dos tempos do Porto. Ainda por confirmar, apesar de ser provável, está também a continuidade de Xevi Puigbi.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade