Notícia

Vitória sobre Angola vale liderança isolada a Portugal

Apr 18, 2019

Na segunda jornada da fase de grupos, Portugal venceu Angola por 2-4 e assumiu a liderança, isolado, do grupo A.

A selecção orientada por Renato Garrido adiantou-se aos sete minutos, por Henrique Magalhães, e, em contra-ataque consolidou a vantagem com um tento de Hélder Nunes, dez minutos volvidos. Angola, vinda de uma histórica vitória frente à Espanha, mostrou o porquê desse resultado, assumindo a iniciativa do jogo e procurando um golo… que só surgiria na etapa complementar.

Após o reatamento, Portugal voltou a marcar com apenas três minutos decorridos, num bom trabalho do “benjamim” Miguel Vieira, mas a selecção campeã africana chegaria enfim ao golo dois minutos depois, pelo mais inconformado dos angolanos, André Centeno, a bater de meia distância Ângelo Girão, seu ex-colega no Sporting.

Hélder Nunes bisou, mas saiu muito queixoso do último lance do encontro.

A selecção portuguesa dividia mais o jogo do que na fase final da primeira parte e tinha mesmo as melhores oportunidades, mas seria Angola a marcar novamente. Aos 13 minutos, Anderson Silva roubou a bola no meio campo a Hélder Nunes - que era o último português antes de Girão - e arrancou para desfeitear o guarda-redes português, reduzindo para a diferença mínima.

Angola reentrava na discussão do jogo, mas, apenas dois minutos volvidos, aconteceria um minuto fatal. Angola desperdiçou uma grande penalidade que podia valer o empate, por Martin Payero, e na 10ª falta, Hélder Nunes, em jeito de redenção pela perda de bola no segundo golo contrário, não perdoou perante Francisco Veludo, para uma “almofada” de dois golos.

A selecção de Fernando Fallé não teve a tranquilidade necessária para fazer perigar o triunfo luso e Portugal foi alongando os tempos de ataque ao máximo até ao apito final. Sobre esse derradeiro (ou quase…) apito, Humberto Mendes viu o azul depois de atingir ostensivamente Hélder Nunes – que inspirou cuidados – e ainda haveria tempo para Gonçalo Alves tentar o golo de livre directo. Mas Veludo defendeu.

Com este triunfo, Portugal assume a liderança isolada do grupo, com seis pontos, mas o apuramento para as meias-finais ainda não está garantido. Tal será assegurado sem mais contas se Portugal, esta sexta-feira, no derradeiro jogo da fase de grupos, não perder com a Espanha ou se Angola não vencer a Suíça. Se Espanha e Angola vencerem, é preciso fazer contas aos golos.

Itália (surpreendentemente) e Espanha goleiam

Nos dois jogos realizados antes da partida de Portugal (a fechar o dia, Montreux defronta a Argentina), Itália e Espanha venceram de forma folgada.

Destaque para o triunfo transalpino, em particular pelos número registados frente a uma selecção gaulesa que tem dado boa conta de si nos grandes eventos. A Itália venceu por 9-2, com “Checco” Compagno a assinar um poker, secundado por Davide Banini que bisou. Davide Gavioli, Samuel Amato e Samuele Muglia assinaram os outros golos da equipa de Massimo Mariotti, ao passo que Bruno Di Benedetto assinou os dois golos franceses.

Também a vencer por 0-4 ao intervalo, a Espanha redimiu-se da derrota do dia anterior com Angola, vencendo a Suíça por 1-10. O triunfo, que deixa tudo em aberto em termos de apuramento para as meias-finais, foi construído por Martí Casas e Sergi Aragonès, ambos com hat-tricks, Marc Grau, que bisou, César Carballeira e Marc Julià. Lorenzo Rui, que tinha bisado na ronda inaugural frente a Portugal, rubricou o tento de honra helvético de grande penalidade.

Grupo A – Samaranch

Jogos

• Espanha 3-4 Angola

• Portugal 9-4 Suíça

• Suíça 1-10 Espanha

• Angola 2-4 Portugal

• Suíça vs Angola • 19.Abr • 14h

• Portugal vs Espanha • 19.Abr • 20h

Classificação

1º Portugal (6 pontos), 2º Angola (3), 3º Espanha (3), 4º Suíça (0)

Grupo B – Livramento

Jogos

• Argentina 6-2 Itália

• França 8-1 Montreux

• Itália 9-2 França

• Montreux vs Argentina • 18.Abr • 16h

• Itália vs Montreux • 19.Abr • 16h

• Argentina vs França • 19.Abr • 18h

Classificação

1º Itália (3 pontos), 2º Argentina (3, menos um jogo), 3º França (3 pontos), 4º Montreux (0, menos um jogo)

(* horas de Portugal continental)

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade