Notícia

Viareggio - com polémica - e Forte à beira da final

May 05, 2019

Viareggio e Forte venceram e assumiram a dianteira na corrida à final do playoff que decide o campeão italiano.

Em Lodi, o final foi polémico. O terceiro embate destas meias-finais entre o bicampeão Lodi e o Viareggio seria decidido, tal como no primeiro jogo, em grandes penalidades.

Depois de uma igualdade a quatro no fim do tempo regulamentar e sem golos no prolongamento, no fim da primeira série de cinco, mantinha-se a igualdade, mas a sete, com três grandes penalidades convertidas (Luís Querido e Reinaldo Ventura cumpriram) por cada uma das equipas.

Na continuação, Reinaldo falhou a sexta grande penalidade. Podendo fechar o jogo, Luís Querido rematou a bola para lá da linha de baliza, mas nenhum dos dois árbitros – junto à baliza nesta decisão por castigos máximos – viu a bola lá dentro… e a lotaria continuou até que Jepi resolveu a favor dos “bianconeri”. E, quiçá, a favor de um VAR hoquístico.

Alessandro Verona lesionou-se e poderá falhar o resto da época.

O ex-jogador da Oliveirense marcou a nona grande penalidade do Viareggio – a que Illuzzi respondeu à altura – e voltou a marcar a 10ª. Luís Querido, desta feita, tentando novo empate, não marcaria…

Nos 50 minutos de jogo corrido, Fariza adiantara o Lodi, mas Gavioli e Reinaldo Ventura viraram o resultado ainda na primeira parte. Na etapa complementar, Juan Fariza bisou… mas Gavioli também, mantendo o Viareggio em vantagem.

A entrar nos derradeiros cinco minutos, Domenico Illuzi fez o 3-3 e, pouco depois, Malagoli virava a favor da equipa orientada por Nuno Resende. No entanto, Reinaldo Ventura não deixaria que a sua equipa caísse, e levaria o jogo para prolongamento com o 4-4.

Com esta vitória, o Viareggio fica em vantagem e tem a possibilidade de, no próximo dia 7, arrumar a eliminatória perante o seu público.

Forte categórico

Em Forte dei Marmi, a equipa da casa não deu hipótese ao Valdagno. Ao intervalo, a equipa de “Gigi” Bresciani já vencia por 4-0, com golos de Marti Casas, Jordi Burgaya (2) e Federico Ambrosio. E aos sete minutos da segunda parte, o capitão Davide Motaran fazia o quinto.

O jogo estava decidido. Dario Gimenez e Massimo Tataranni marcaram pelo Valdagno, mas, ainda com mais um golo do Forte – por Elia Cinquini – pelo meio, a recuperação era completamente inviável.

O Valdagno de André Centeno terá oportunidade de rectificar na próxima terça-feira na sua pista, ou, em caso de derrota, ficará definitivamente afastado da final.

Série A1

Meias-finais (melhor de cinco)

• Viareggio 6-5 Lodi (2-2, 4-3 gp) [1-0]

• Valdagno 3-4 Forte [0-1]

• Lodi 6-4 Viareggio [1-1]

• Forte 2-4 Valdagno (2-2, 0-2 prol.) [1-1]

• Lodi 8-9 Viareggio (4-4, 4-5 gp) [1-2]

• Forte 6-2 Valdagno [2-1]

• Viareggio vs Lodi • 7.Mai, 20h45

• Valdagno vs Forte • 7.Mai, 20h45

• Lodi vs Viareggio • 11.Mai, 20h45 (se necessário)

• Forte vs Valdagno • 11.Mai, 20h45 (se necessário)

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade