Notícia

Post no Facebook vale três meses e meio de suspensão

Aug 02, 2019

“Facebook! Poderá ser a voz do povo liberto das tendências jornalísticas. Com palavrões é certo mas o povo é assim mesmo, fala, escreve sem escolha de palavras. Aqui ninguém nos cala, ninguém nos amordaça e teremos sempre tempo de antena.”

A 13 de Janeiro de 2017, Vítor Ferreira, hoje vice-presidente para o Hóquei em Patins da Federação de Patinagem de Portugal, elogiava as virtudes de um palco social que serve para os desabafos de muitos, para largar frustrações, para deixar recados mais ou menos inteligíveis, mais ou menos directos.

No entanto, a apregoada liberdade tem, afinal, consequências. Que o diga João Diogo Azevedo, jogador do Grupo de Futebol dos Empregados no Comércio de Santarém, clube popularmente conhecido como “Caixeiros”.

A 3 de Maio deste ano, na sequência de uma decisão de falta de comparência a beneficiar o Sporting de Torres – adversário do Caixeiros na corrida à liguilha de promoção à II Divisão -, João desabafou no Facebook. E, sob escrutínio dos mais atentos, seria alvo de um processo disciplinar por tal, dado que - segundo o relatório do processo - “(...) fez um comentário na sua página do Facebook, classificando o Conselho de Disciplina, assim como os restantes elementos directivos, de corruptos, manipuladores de resultados e criminosos. (...) ”.

O processo, num precedente que pode ser muito perigoso, redundou numa “pena de suspensão de actividade pelo período de 3 (meses) e 15 (quinze) dias” do jogador de 22 anos que, recorde-se, em jogo de 23 de Dezembro fora alvo de uma alegada agressão precisamente num jogo com o Sporting de Torres. Apesar das imagens vídeo, a agressão não viria a ser penalizada e João Diogo usaria mesmo essa situação em sua defesa, alegando que tal poderia ter levado à perda de discernimento. Mas as suas justificações não foram aceites pelo Conselho de Disciplina.

O “post” que terá levado à abertura do processo disciplinar e à agora anunciada suspensão
Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade