Notícia

Regresso às decisões nacionais

May 22, 2021

Duas semanas após o primeiro jogo das meias-finais, Porto, Benfica, Sporting e Óquei de Barcelos regressam à luta por um lugar na final do Campeonato Nacional. Derrotados no primeiro jogo, dragões e galos estão mais pressionados. #PrimeiraDivisão

Há duas semanas, arrancaram as meias-finais do play-off do Campeonato Nacional da I Divisão, numa série à melhor de cinco para decidir os finalistas da mais importante prova do calendário nacional. Mas a luta nacional ficaria em suspenso, à espera de uma decisão europeia que certamente terá deixado marcas. Mas que marcas?

No Dragão Arena, Porto e Benfica voltam a defrontar-se para uma partida que dificilmente terá algo em comum com a primeira. Na altura, o Benfica construiu uma vantagem de cinco golos em 10 minutos e obrigou os dragões a irem atrás do resultado. Depois dessa primeira dezena de minutos, o Porto fez um parcial de 5-2, mas não evitaria a derrota por 5-7.

Na Liga Europeia, a equipa de Cabestany voltou a mostrar essa resiliência nas meias-finais, virando uma desvantagem de quatro golos com a Oliveirense para chegar à final, mas, na partida decisiva, virou-se o feitiço. A vencer por 2-0, os dragões deixaram fugir o mais ansiado triunfo pela 11ª vez...

Conseguirá Guillem Cabestany transformar mais este "murro no estômago" em motivação para um triunfo nacional ou o desânimo condicionará os azuis-e-brancos?

Na Liga Europeia, o Benfica caiu logo nas meias-finais, mas - sendo uma derrota sempre isso, uma derrota - as águias só caíram nas grandes penalidades, quando injustamente se põe de lado o mérito para se justificar o desfecho com sorte ou falta dela. E a equipa de Alejandro Dominguez regressa agora a um palco em que, há duas semanas, quebrou seis anos de invencibilidade do rival.

O Clássico está agendado para as 14h e terá arbitragem da dupla lisboeta Luís Peixoto e João Duarte.

Bicampeões europeus em pista

No João Rocha, o campeão europeu regressa a casa. Vitorioso no Luso, erguendo pela segunda vez consecutiva - inédito para equipas portuguesas - a Liga Europeia, o Sporting procurará consolidar a vitória do primeiro jogo e ganhar uma vantagem que coloque pressão no Óquei de Barcelos.

Os leões venceram o primeiro jogo das meias-finais no prolongamento (5-3, depois de uma igualdade a três no tempo regulamentar) e, no Luso, voltaram a precisar de horas extras para passar o Benfica, nas grandes penalidades, e garantir o título frente ao Porto, no prolongamento. Pese o esforço, no fim, tudo está bem quando acaba bem, e Paulo Freitas terá a missão de capitalizar o êxtase para um duplo triunfo, internacional e nacional, repetindo a façanha de 1977.

O Óquei de Barcelos procurará aproveitar a "ressaca" da merecida festa leonina, algum possível relaxamento depois de um triunfo emocionante e emocional. Rui Neto teve duas semanas para preparar novo jogo e para corrigir o que terá entendido que correu mal antes da série viajar para Barcelos.

Para apitar o jogo entre leões e galos, a partir das 15h, foi escolhida a dupla portuense Joaquim Pinto e Pedro Silva.

Porto <b>0-1 Benfica</b>

• #1 • Porto 5-7 Benfica

• #2 • Porto vs. Benfica • 22.Mai • 14h • Luís Peixoto e João Duarte

• #3 • Benfica vs. Porto • 26.Mai

• #4 • Benfica vs. Porto • 29.Mai (se necessário)

• #5 • Porto vs. Benfica • 3.Jun (se necessário)

<b>Sporting 1-0</b> Óquei de Barcelos

• #1 • Sporting 5-3 Óquei de Barcelos (3-3, 2-0 prol)

• #2 • Sporting vs. Óquei de Barcelos • 22.Mai • 15h

• #3 • Óquei de Barcelos vs. Sporting • 26.Mai • 18h

• #4 • Óquei de Barcelos vs. Sporting • 29.Mai • 18h (se necessário)

• #5 • Sporting vs. Óquei de Barcelos • 3.Jun (se necessário)

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade