Notícia

Arbitragem sob escrutínio

Jan 15, 2022

Depois de um fim-de-semana de apenas três partidas, mas a dar azo a muito debate sobre a arbitragem, a I Divisão regressa em força com a 15ª jornada sem adiamentos. Não faltará pressão sobre as mulheres e homens do apito. #Arbitragem #PrimeiraDivisão

O primeiro fim-de-semana de 2022 teve apenas três jogos, mas acabou por fazer correr muita tinta - e bytes - sobre a arbitragem de Rui Torres e Sílvia Coelho no jogo entre Óquei de Barcelos e Porto. Dissecados os erros e com o julgamento sobre a intensidade dos mesmos, os dois árbitros ficam de fora das nomeações este fim-de-semana, em que não faltam jogos.

Com o adiamento da 3ª jornada da Liga Europeia e sem surtos de positivos de coronavírus, a 15ª jornada deverá ser jogada na íntegra, assinalando-se o primeiro jogo de 2022 para oito das 14 equipas, que assim regressarão à prova quase ou mais de um mês depois.

Destaque nesta jornada para a deslocação do Óquei de Barcelos a São João da Madeira e para a deslocação do Sporting a Braga, onde o Porto foi derrotado. Os dragões, ainda líderes, recebem o Turquel, em jogo que assinala a estreia de Guillem Pérez no comando técnico da equipa da Aldeia do Hóquei.

O treinador catalão regressa aos jogos em Portugal, retomando o seu percurso onde ficara em 2017. Quando foi afastado do comando técnico do Sporting, a partida seguinte era precisamente no Dragão Arena, ainda que para a Taça de Portugal.

No topo da classificação, nota ainda para a recepção da Oliveirense ao Paço de Arcos - sendo a utilização de Gonçalo Nunes (ex-Sporting) uma incógnita - depois de na primeira volta se ter registado um empate na Linha.

A jornada fechará este domingo com outro ponto de interesse, apesar dos momentos díspares das equipas. O Benfica procura dar continuidade a uma série de seis triunfos consecutivos, ao passo que a Juventude de Viana, sob o comando de Reinaldo Ventura, procura um resultado motivador depois de seis derrotas.

Nas nomeações, nota para a chamada de João Duarte ao dérbi da região centro entre Tomar e Marinhense, com o árbitro de Lisboa a destacar-se como o árbitro mais nomeado da competição, na sua 13ª partida. Rui Torres e Ricardo Leão, não chamados a esta ronda, somam 12 nomeações.

Após o escrutínio da arbitragem do Clássico entre Óquei de Barcelos e Porto, a pressão sobre as duplas de arbitragem será ainda maior. Como tem sido habitual em reclamações de outros clubes, a reclamação avulsa do Porto não recebeu apoio (público ou conhecido) dos outros clubes, como, de facto, os outros clubes também não receberam o apoio do Porto e do seu peso institucional. Certamente surgirão vozes a compartilhar a revolta azul-e-branca, mas só quando os seus clubes se sentirem prejudicados...

Entretanto, espera-se uma jornada em que os juízes dos encontros sancionem mais simulações, por defesa natural dos próprios árbitros, ainda que haja falta. Voltarão os arautos do "mas vocês alguma vez andou de patins?" e a revisão urgente de regras continuará no fundo da gaveta.

Bem, no fundo, é apenas mais uma jornada.

15ª jornada

• Braga vs. Sporting • 15.Jan • 17h • Porfírio Fernandes e Pedro Silva

• Sanjoanense vs. Óquei de Barcelos • 15.Jan • 18h • Miguel Guilherme e José Martins

• Porto vs. Turquel • 15.Jan • 18h • Pedro Miguel Sousa e Manuel Fernandes

• Tomar vs. Marinhense • 15.Jan • 18h • João Catrapona e João Duarte

• Oliveirense vs. Paço de Arcos • 15.Jan • 18h • António Santos e Manuel Oliveira

• Valongo vs. Parede • 15.Jan • 18h30 • Joaquim Pinto e Carlos Correia

• Juventude de Viana vs. Benfica • 16.Jan • 18h • Pedro Figueiredo e Rui Leitão

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade