Notícia

Um Sporting 'tristonho', mas apurado

Mar 03, 2022

Um Sporting em clara crise de confiança sofreu para levar de vencida o Famalicense, da II Divisão. Os leões só garantiram o apuramento no prolongamento e defrontam o Benfica nos quartos-de-final. #TaçaDePortugal

Foi mais uma exibição pouco conseguida pelo Sporting, a atravessar um mau momento, mas o primordial objectivo de apuramento para os quartos-de-final da Taça de Portugal foi conseguido.

Depois de duas derrotas consecutivas para o Campeonato Nacional da I Divisão, o Sporting não podia desejar melhor entrada em pista em Famalicão, nos oitavos-de-final da Taça de Portugal. Com poucos segundos decorridos, Alessandro Verona, em lance individual, inaugurou o marcador. Mas o Famalicense nunca facilitou. Pelo contrário.

A meio da primeira parte, os leões até chegaram ao segundo golo, por Toni Pérez, mas a equipa orientada por Vítor Silva assumia cada vez mais as rédeas do jogo, aproveitando a notória intranquilidade leonina, que, quatro dias depois de uma pesada derrota noutra visita ao Minho [6-0 em Barcelos], procurava segurar o magro resultado.

Em 2º na Zona Norte da II Divisão, o Famalicense procura o regresso à categoria máxima.

A oito minutos do intervalo, depois de azul a Pérez, o outro asturiano em pista, "Juanjo" López, não conseguiu bater Zé Diogo - dono da baliza nesta partida - de livre directo, mas o anfitrião lograria mesmo reduzir antes do intervalo, com Nuno Silva a rematar para o fundo das redes.

O Famalicense desceu na pretérita temporada na derradeira jornada e, no 2º lugar da Zona Norte da II Divisão, é candidato ao regresso ao convívio dos grandes. E mostraria argumentos para tal na etapa complementar.

Em busca da igualdade, o Famalicense era mais perigoso, mais acutilante, perante um Sporting a gerir o tempo de jogo desde muito cedo - esgotando várias vezes o tempo de ataque - e a criar pouco perigo para o experiente guardião Ricardo Silva.

A crise de confiança e a intranquilidade dos verde-e-brancos seria agudizada a cinco minutos do intervalo, com a 10ª falta. Chamado à tentativa de conversão, João Paulo Candeias não perdoou, desfeiteando Zé Diogo, ao lado de quem jogou de leão ao peito nos escalões de formação. Estava feita uma igualdade que o Famalicense já merecia.

O Sporting soma quatro triunfos na Taça de Portugal, mas, mesmo com o elã conquistador dos últimos anos, a última vitória data de 1990.

O Sporting procurou reagir, mas não conseguiu criar nenhum lance bem gizado que pudesse evitar o prolongamento, e também não faria muito mais na primeira parte do tempo extra, sempre na expectativa. A meio minuto do intervalo, a 10ª falta da equipa da casa permitiu a Gonzalo Romero, como tantas vezes tem feito, desequilibrar o marcador a favor dos leões, num remate forte. E, antes do curto descanso que divide o prolongamento, Romero serviu Toni Pérez para o 2-4.

Bem, pelo menos era suposto ser um curto descanso. Uma confusão instalada resultou na expulsão de Gonzalo Romero (a segunda da temporada, com repreensão na primeira) e ao adjunto famalicense Carlos Vilaça e fez demorar a retoma do jogo. No regresso, Hugo Costa e Matías Platero ainda não tinham serenado e foram quase imediatamente azulados.

Confusão no intervalo do prolongamento valeu vermelho a Gonzalo Romero, que deverá falhar, pelo menos, o jogo de próximo domingo, com o Turquel.

O Sporting remeteu-se à defesa da vantagem e mataria o jogo no "desespero" famalicense, a atacar sem guarda-redes. Com a baliza deserta, Alessandro Verona fecharia as contas que abrira quase uma hora de jogo antes.

Dérbi nos "quartos"

Nos quartos-de-final, o Sporting visita o eterno rival Benfica. Será o terceiro dérbi capital da temporada, depois da vitória leonina na Elite Cup (3-5), num jogo pelo 5º lugar marcado pela expulsão dos guarda-redes e capitães Ângelo Girão e Pedro Henriques, e do triunfo das águias na primeira volta da fase regular do campeonato, por 4-3.

Após o compromisso da Taça de Portugal, novo encontro entre águias e leões está já marcado para 1 de Maio, na penúltima jornada antes do play-off, podendo os velhos rivais também defrontarem-se, a nível particular, na Semana Santa, na festa do 50º aniversário do Liceo.

Os quartos-de-final estão agendados para 12 de Março, faltando apenas encontrar o adversário do Valença. Os primodivisionários Óquei de Barcelos e Parede decidem no dia 9 quem defronta uma das duas equipas da II Divisão (a outra é o Oeiras) ainda em prova.

Oitavos-de-final

Benfica 5-1 Valongo • 19.Fev

• Académico da Feira 2-6 Juventude de Viana • 19.Fev

• Alenquer 7-10 Porto • 19.Fev (7-7, 0-3 prol.)

• Póvoa 1-3 Oeiras • 19.Fev

• Tomar 1-2 Oliveirense • 2.Mar

• Juventude Pacense 4-5 Valença • 2.Mar (1-1, 3-4 pen.)

• Famalicense 2-5 Sporting • 3.Mar (2-2, 0-3 prol.)

• Óquei de Barcelos vs. Parede • 9.Mar • 21h

Quartos-de-final

• Valença vs. Óquei de Barcelos ou Parede • 12.Mar

• Benfica vs. Sporting • 12.Mar

• Oeiras vs. Porto • 12.Mar

• Juventude de Viana vs. Oliveirense • 12.Mar

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade