Notícia

Taça Continental em Follonica

Aug 09, 2022

O Follonica vai receber a disputa da Taça Continental, que marca o arranque da época europeia. O vencedor, entre Valongo, que procura o seu primeiro título internacional, Trissino, Calafell e Follonica será inédito. #Continental

16 anos depois de se ter tornado a primeira equipa italiana a vencer a Liga Europeia, o Follonica vai receber a discussão da Taça Continental em Setembro, no arranque das provas europeias de clubes na temporada de 2022/23, procurando tornar-se também o pioneiro transalpino na conquista desta competição.

O Follonica já entregara candidatura para a organização da Final Four da Taça WSE, mas, alegadamente fora de prazo e já com tudo tratado com a edilidade de Paredes, onde a equipa orientada pelo português Sérgio Silva cederia na final perante os catalães do Calafell. Agora, a entrega desta organização - que, na Catalunha, chegou a ser dada como certa em Calafell - servirá também para a enterra do "machado de guerra" entre o órgão europeu e os "follonese".

Preconizada para ser jogada em Final Four - entre os finalistas da Liga Europeia e da Taça WSE - desde 2017, a Taça Continental não se realizou em 2020 e em 2021 teve uma remodelação pontual, sendo disputada apenas pelos vencedores europeus Sporting e Lleida. O Sporting venceria pela segunda vez a competição, tendo vencido as duas últimas edições realizadas. No rol de vencedores, o Barcelona lidera com 18 triunfos, o Liceo tem seis, Igualada cinco, Benfica três, Sporting e Noia dois e Porto, Óquei de Barcelos, Oliveirense e Reus têm uma conquista cada.

Trissino e Follonica procuram ser a primeira equipa italiana a conquistar a Taça Continental.

Este ano, naquela que será a 41ª edição, as meias-finais colocarão frente-a-frente o Trissino (vencedor da Liga Europeia ) e Follonica (finalista vencido da Taça WSE ), num duelo italiano, e Calafell (vencedor da Taça WSE) e Valongo (finalista vencido da Liga Europeia).

Sublinhado para o duelo de portugueses entre João Pinto, capitão do Trissino, e Sérgio Silva, treinador do Follonica, enquanto na outra meia-final Alejandro Edo protagonizará um embate com a sua ex-equipa, depois de trocar, neste defeso, Calafell por Valongo.

Independentemente do desfecho, certo é que o vencedor terá um troféu inédito para colocar no seu museu. O Valongo procura mesmo o seu primeiro título europeu, ao passo que Trissino e Calafell se estrearam nas conquistas europeias na temporada finda e o Follonica soma uma Taça CERS (2005) e uma Liga Europeia (2006).

Meias-finais

• MF1 • Calafell vs. Valongo • 17.Set

• MF2 • Trissino vs. Follonica • 17.Set

Final

Vencedor MF1 vs. Vencedor MF2 • 18.Set

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade