Europeu '14

Sénica anuncia escolhas para o Europeu

Jun 09, 2014

Luís Sénica anunciou esta tarde em conferência de imprensa os dez eleitos para o Europeu de Alcobendas a realizar em Julho.

Para a reconquista de um título que escapa a Portugal desde 1998, o seleccionador nacional escolheu Ângelo Girão (AD Valongo), Ricardo Barreiros, Jorge Silva e Hélder Nunes (FC Porto), Valter Neves, João Rodrigues e Diogo Rafael (SL Benfica), Luís Viana e Jorge Correia (AJ Viana) e Gonçalo Alves (UD Oliveirense).

De prevenção ficam Marco Barros (HC Turquel), que será inscrito mas – salvo impedimento de um dos outros guarda-redes - não acompanhará a equipa a Alcobendas, e José Rafael Costa (AD Valongo).

Luís Viana, de 37 anos, é o mais velho entre os chamados. Hélder Nunes, de 20, é o mais novo.

Paulo Rodrigues, vice-presidente para o Hóquei em Patins e chefe de comitiva para este Europeu, vincou a vontade de vencer. “Não estamos à espera de qualquer geração vindoura”, referiu. “Queremos vencer em toda e qualquer prova e foi isso que a Direcção pediu ao Prof. Luis Sénica e, por intermédio deste, aos jogadores”, revelou. Para o vice nacional não há rodeios. “É para conquistar”, frisou, sublinhando o bom momento do hóquei nacional. “É esta a altura de Portugal, face ao que os clubes portugueses e as selecções jovens têm feito”, afirmou.

Luís Sénica anunciou os nomes dos eleitos e não se escusou a comentar as suas escolhas. “São os jogadores que acreditamos reunirem as melhores condições”, disse. “Esta Selecção é um misto de gerações, com jogadores experientes e jogadores muito jovens, como o Hélder Nunes e o Gonçalo Alves”, destacou.

Esta Selecção é praticamente a que esteve presente em Angola, no Mundial em Setembro último, exceptuando os guarda-redes que acompanham Ângelo Girão. Mais do que uma aposta na continuidade ou um voto de confiança, Luís Sénica realça que os jogadores mostraram ao longo da época o porquê de terem sido escolhidos para o Mundial. “É o reconhecimento das competências ao longo do campeonato. Foram ao Mundial e mostraram porquê. Assim torna-se mais fácil”, declarou. Sobre os guarda-redes que tinham ido ao Mundial, Luís Sénica destacou a confirmação de Girão. “O Ângelo Girão manteve as competências e fez uma grande época. O Pedro Henriques reduziu o tempo de acção e, principalmente, numa das valências para ter sido chamado ao Mundial, que tinha sido a utilização nas bolas paradas. O Ricardo Silva, creio que fechou o seu ciclo em relação à Selecção. Era chamado desde 2008 e, agora, fecha-se um ciclo”, analisou.

Em relação aos principais adversários, o seleccionador nacional atribui o favoritismo à Espanha. “A Espanha é favorita, até por jogar em casa. A expectativa é saber o que a Itália vai fazer, sendo que alterna entre jogadores novos e jogadores experientes. As indicações que temos é que pode levar um misto de jogadores”, observou.

Valter Neves é o mais internacional, com 123 internacionalizações. Jorge Correia estreia-se pela Selecção.

A Selecção Nacional tem concentração marcada para dia 16 no Luso, onde trabalharão cerca de um mês até viajarem para Alcobendas, a 12 ou 13 de Julho. O estágio decorrerá semanalmente de segunda a sexta-feira à hora de almoço, sendo aí os jogadores libertos para o fim-de-semana. Em altura de férias dos clubes, Portugal só tem um jogo de preparação certo, dia 26, frente à Casa do Povo de Sobreira (II Divisão).

Em modelo de todos-contra-todos, o Europeu começa dia 14 com a cerimónia de abertura e o jogo entre Espanha e a Alemanha, entrando Portugal em competição no dia seguinte, frente à França. Seguem-se até dia 19, Suíça, Alemanha, Itália e Espanha. A Selecção Nacional joga sempre às 19h de Portugal continental, excepto no último dia, frente à Espanha, em que joga às 21h.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade