Notícia

Bis de Marinho derruba defensiva de Nuno Resende

Feb 11, 2016

Fotos: Paolo Berardi

O Follonica de Mário Rodrigues (“Marinho”) venceu o Matera de Nuno Resende por 3-1.

A equipa de Nuno Resende entrou na 18ª jornada do principal campeonato italiano como a melhor defesa da prova mas foi a defensiva do Follonica que levou a melhor no duelo entre os portugueses da “Lega Hockey”. Depois de um empate a três na primeira volta já se previa uma partida equilibrada em Follonica apesar dos 11 pontos que separavam as duas equipas na classificação, com vantagem para os visitantes.

Marinho arma o remate perante o olhar de Nuno Resende

O Follonica fez suas as armas do adversário e na primeira parte só Stefano Paghi logrou fazer agitar as redes de uma das balizas. Com vantagem para os anfitriões ao intervalo, a etapa complementar voltou a ser pautada pelo equilíbrio e só na recta final da partida surgiriam mais golos.

Surgiu então Marinho, melhor marcador da equipa de Franco Polverini, a fazer o que sabe fazer melhor. Marcou de grande penalidade a cinco minutos do final e, um minuto volvido, bisou perante o guarda-redes campeão do Mundo Valentin Grimalt, garantindo a vitória apesar de, pelo meio do bis do internacional moçambicano, Jonathan Cellura ter reduzido para o Matera.

Ainda que com o bis registado, Marinho deu mérito à defesa. “Foi uma partida difícil e muito defensiva de parte-a-parte”, começou por resumir. “Defendemos muito bem e no final merecemos a vitória”, declarou ao HóqueiPT.

Dois golos justificaram um efusivo festejo do luso-moçambicano com os adeptos

Pese a derrota e a descida ao quinto lugar, o Matera mantém-se à frente do Follonica que soma agora 28 pontos que lhe valem o sétimo lugar na classificação geral. A equipa de Marinho tem cinco pontos de vantagem sobre o nono, Monza que, com 23 pontos, é a única equipa que poderá fazer perigar o lugar nos play-off. O décimo, Valdagno, tem apenas 14 pontos.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade