Notícia

Basel acorda do sonho e jogadores têm futuro incerto

Mar 15, 2016

O Basel surgiu a investir forte no hóquei em patins suíço na época passada. Mas, da mesma forma que surgiu, irá desaparecer.

Com os portugueses Carlos Silva, André Pereira, Rui Ribeiro e Tiago Sousa (e ainda o argentino Mariano Velazquez), o Basel sagrou-se campeão helvético logo no primeiro ano de um investimento que parecia para durar e ajudar a vitalizar o hóquei suíço. Mas as figuras de 2014/15 saíram no defeso e o sonho está à beira do fim.

Não tendo ainda cariz oficial, a direcção do clube já decidiu que no final da temporada irá extinguir a equipa que este ano representou a Suíça na Liga Europeia, deixando todo um valoroso plantel sem clube.

Alberto Garcia, asturiano que transitou da última temporada, o internacional jovem argentino Guido Pellizari que esteve presente no Mundial Sub-20 de Barcelos e foi o melhor marcador dos suíços na Liga Europeia, Alberto Gómez que este ano chegou do Mieres, Simon Von Allmen, internacional suíço que chegou do Petroleros da Argentina, ou o capitão/treinador Tobias Mohr, melhor marcador do Basel no campeonato com 15 golos, são só alguns dos jogadores que têm o seu futuro indefinido.

Esta temporada, a participação do Basel na Liga Europeia saldou-se por seis derrotas, num grupo com um trio de adversários fortíssimos: Liceo, Oliveirense e Viareggio. No principal campeonato suíço, o Basel ocupa a quarta posição, com 27 pontos em 15 jogos.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade