Notícia

Espanha e Itália vão de skate aos Jogos Olímpicos

Aug 04, 2016

O sonho olímpico do Hóquei em Patins não passa para já de uma miragem, mas Espanha e Itália tiveram esta quarta-feira a confirmação da "segunda melhor coisa": o estatuto Olímpico das suas federações.

O skate é tutelado a nível Mundial pela FIRS e marcará presença nos World Roller Games em 2017.

O Comité Olímpico Internacional confirmou o "skateboarding" como uma das modalidades dos Jogos Olímpicos de 2020, que irão ter lugar em Tóquio, no Japão, elevando a Real Federación Española de Patinaje e a Federazione Italiana Hockey i Pattinaggio, eternas rivais de Portugal nas provas de Hóquei em Patins, a Federações Olímpicas.

Exibição na última gala da Confederação do Desporto de Portugal prenunciava vôos mais altos

O estatuto olímpico garante às federações de cada país não só notoriedade, como um significativo aumento nos apoios estatais e de sponsorização no trabalho de desenvolvimento desportivo, que não se resumirá às modalidades ditas olímpicas.

O Hóquei em Patins foi "modalidade de exibição" nos Jogos de 1992, não garantindo o lugar no "Olimpo", mas pode agora almejar a que uma maior atenção sobre as modalidades sobre rodas - e um desejado sucesso dos World Roller Games - possa catapultar a modalidade para outro patamar mediático e de consideração pelas altas instâncias a nível internacional.

Surf na crista da onda

Em Portugal, o "skate" é tutelado pela Federação Portuguesa de Surf, que de uma assentada tem duas modalidades nos Jogos. Para além do skate, também o surf será Olímpico em 2020.

As cinco novas modalidades - juntando-se o Karaté, Escalada e Basebol às duas já citadas - surgirão nos Jogos de Tóquio como "convidadas", não sendo garantido que continuem no programa em 2024.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade