Notícia

Números de Elite

Sep 29, 2016

No final da Elite Cup, Rui Carvalho, presidente da Associação Nacional de Clubes de Patinagem, congratulou-se por uma organização que mereceu rasgados elogios de todos os intervenientes. O presidente enalteceu o empenho dos clubes, numa prova idealizada por estes, e prometeu uma segunda edição já em 2017.

Números

No rescaldo da primeira edição da Elite Cup, ficam alguns factos e números da prova.

As oito melhores equipas de 2015/16 realizaram entre si três jogos cada, num total de 12 jogos, quatro por dia.

Nos 12 jogos disputados nenhuma equipa ficou sem marcar.

Marcaram-se 92 golos.

Porto festejou o golo por 19 vezes, 18 delas nos primeiros dois jogos

44 dos golos aconteceram na primeira parte e 48 na segunda.

Foi marcado um golo sem guarda-redes adversário em pista. Foi o que fechou a primeira edição da Elite Cup, com André Centeno a aproveitar a substituição de Carles Grau por Jorge Silva nos instantes finais da partida para fazer o 3-1 que confirmaria a coroação dos leões.

12 golos de grande penalidade e 16 de livre directo

Jordi Adroher e Diogo Fernandes foram os mais certeiros, com cinco golos cada.

Diogo Fernandes foi, a par de Jordi Adroher, o mais certeiro

Houve três jogadores a marcarem nos três jogos das suas equipas: Diogo Fernandes (Juventude de Viana, marcou cinco golos), Vítor Hugo (Porto, quatro) e João Silva (Turquel, três).

Foram utilizados 84 jogadores. Dos convocados para o torneio, apenas Pedro Freitas - com uma fractura no perónio - não jogou.

Os árbitros - Paulo Rainha e Rui Torres (Minho), Joaquim Pinto e Orlando Panza (Porto) e Luís Peixoto e Miguel Guilherme (Lisboa) - mostraram 20 cartões azuis. Nenhum vermelho foi mostrado.

O Porto foi, com 19 golos, a equipa mais concretizadora. De "candeias às avessas" com as balizas adversárias estiveram Turquel e Valongo, que marcaram "apenas" por sete vezes.

Ângelo Girão, MVP da prova, contribuiu decisivamente para a defesa menos batida, a par da do Porto

Os finalistas Porto e Sporting foram as equipas menos batidas, tendo consentido oito golos cada. A Juventude de Viana terminou como a menos eficaz a tapar os caminhos para a sua baliza, sofrendo 18 golos.

Não houve jogos a terminarem empatados. O que esteve mais perto foi entre Turquel e Valongo, mas os turquelenses desfizeram a igualdade, por Vasco Luís de grande penalidade, a cinco segundos do final. Em caso de empate, os jogos iriam directamente para a lotaria dos penaltis".

Quatro canais de televisão transmitiram jogos em directo: BTV, Porto Canal, TVI24 e Sporting TV.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade