Notícia

Portugal já é o único que só sabe vencer

Oct 25, 2016

Fotos: Gordon Morrison | Roller Hockey Photos

Portugal venceu a Itália por 6-3 e, ao segundo dia do Europeu de Sub-20, já é a única equipa só com vitórias, sendo particularmente relevante por esta segunda vitória ter sido sobre um dos candidatos, a Itália. A Espanha redimiu-se e alcançou a sua primeira vitória, enquanto a França fez uma demonstração de força frente aos anfitriões da prova.

Andorra vence Inglaterra

Andorra surpreendeu no primeiro jogo deste Europeu ao empatar com a Itália e voltou a ser a primeira a entrar em rinque neste segundo dia, para defrontar a Inglaterra. Os andorrenhos adiantaram-se no marcador aos três minutos com mais um tento de Arnau Dilmé, herói da véspera, mas a Inglaterra voltou a protagonizar uma boa primeira parte.

Tal como frente a Portugal, a equipa de José Carlos Amaral chegaria ao intervalo com um empate a uma bola - graças a um golo de Alex Mount - e, desta feita, os ingleses até se mantiveram no jogo na etapa complementar. Estiveram a vencer 1-2 e 2-3 mas, à entrada dos derradeiros dez minutos, minuto e meio de acerto de Andorra na finalização foram fatais. Três golos viraram o resultado definitivamente e fixaram o 5-3 final.

Espanha redime-se

Depois do empate na ronda inaugural com duplo sabor a derrota - por ser inesperado na estreia e por ter perdido a vantagem directa no lançamento de livres directos - a Espanha apresentou-se determinada frente à Alemanha e aos dois minutos já vencia. Os germânicos, pese o seleccionador Jordi Molet ser bom conhecedor do hóquei espanhol, nunca colocou em causa a primeira vitória dos pupilos de Sergi Macià. Ao intervalo, a Espanha já vencia por 3-0 e o 7-2 final serve de tónico para o que falta jogar - ainda muito - neste Europeu.

Sergi Llorca e Pablo Najera bisaram, enquanto do lado alemão Daniel Strieder voltou a marcar depois do hat-trick do primeiro dia. Mas, desta feita, um golo foi insuficiente...

França esmaga Suíça

Stephane Herin tem uma França afinada a jogar na Suíça. Depois do empate com a Espanha, tendo conquistado após o apito final vantagem directa sobre os espanhóis, os gauleses perseguem o primeiro lugar do grupo B. E a missão parece bem possível. Frente aos anfitriões orientados por Pedro Antunes, a selecção de Stephane Herin chegou ao intervalo a vencer por 1-5 e na segunda parte disparou para a maior goleada do Europeu até ao momento: 1-11.

Roberto Di Benedetto - porque uma selecção francesa tem de ter sempre um Di Benedetto (pelo menos um... esta tem dois) - esteve em particular evidência com uma mão cheia de golos.

Autoritário

A Itália vinha de um empate, com alguma dose de surpresa, com Andorra e Massimo Mariotti desejaria certamente outro adversário para tentar alcançar a primeira vitória na prova. Mas o calendário ditou que pela frente estivesse o vigente campeão da Europa e do Mundo: Portugal.

No fecho do segundo dia de jogos, a selecção Sub-20 liderada por Luís Duarte mostrou autoridade perante uma Itália recheada de jogadores que já actuam no principal campeonato italiano e, aos sete minutos e meio, Gonçalo Pinto inaugurou o marcador, já depois de Gonçalo Nunes ter desperdiçado duas grandes penalidades nos primeiros minutos de jogo. No entanto, não foi desta que Portugal chegou ao intervalo a vencer. Davide Gavioli, que salta aos 18 anos da segunda série (onde foi melhor marcador) para o Viareggio esta temporada, empatou a oito minutos do intervalo.

A segunda parte começou com equilíbrio e o mote para a vitória de Portugal foi... o golo italiano. Nicholas Barbieri fez o 1-2 aos quatro minutos e despertou os portugueses. Gonçalo Conceição restabeleceu a igualdade meio minuto volvido e, pouco depois, virou o marcador novamente a favor de Portugal.

Atrás do resultado, os italianos não souberam lidar com nova desvantagem e três azuis determinaram o triunfo luso. Nos dois primeiros, Gonçalo Pinto (de livre directo) e Tomás Moreira (de grande penalidade) ampliaram para 5-2, e depois Pedro Batista marcou em "power play". A Itália reduziu por Francesco Compagno, a castigar a 10ª falta portuguesa, mas até foi Portugal que ficou mais perto de desfazer o 6-3 que seria final, ao desperdiçar dois livres directos.

Para definir os 'quartos'

No derradeiro dia da fase de grupos ainda haverá muito por decidir. Sem ninguém ficar antecipadamente afastado da luta pelo título, as classificações servem para emparelhar as equipas nos quartos-de-final, com o primeiro de um grupo a defrontar o quarto do outro, o segundo a defrontar o terceiro e assim sucessivamente. A maior curiosidade passará por saber se a França segura o primeiro lugar e se a Espanha, eventualmente relegada para segunda, defronta logo nos quartos-de-final a Itália, que no grupo de Portugal pode ficar atrás de Andorra...

Grupo A

Andorra 5-3 Inglaterra

Portugal 6-3 Itália

1º Portugal, 2º Andorra, 3º Itália, 4º Inglaterra

Grupo B

Espanha 7-2 Alemanha

Suíça 1-11 França

1º França, 2º Espanha, 3º Alemanha, 4º Suíça

Terceira jornada da fase de grupos - 26 de Outubro

14h15 - Alemanha vs França (grupo B)

16h00 - Inglaterra vs Itália (grupo A)

17h45 - Suíça vs Espanha (grupo B)

19h30 - Portugal vs Andorra (grupo A)

(horas de Portugal Continental)

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade