Notícia

Juventude de Viana comemora 40 anos

Nov 23, 2016

A Juventude de Viana completa este ano, no primeiro dia de Dezembro, 40 anos.

Para assinalar as quatro décadas de existência, o clube está a organizar um almoço comemorativo - no próprio dia 1 - para o qual convida todos os sócios e adeptos.

As inscrições para o almoço decorrem até dia 25 de Novembro, com o custo de 15 €. Aos sócios serão oferecidos dois bilhetes e aos não-sócios um para os jogos com Darmstadt e Turquel. (Informações 969 593 665 ou 967 179 233)

Rui Natário, presidente da Juventude de Viana, falou no final da partida com o Riba d'Ave a apelar à comparência de todos num convívio que se realiza no dia seguinte a um aguardado duelo entre os vianenses e o Sporting. O presidente vincou também a ambição para esta temporada, não escondendo que, para este 40º aniversário, a presença na decisão de uma competição europeia - a Taça CERS - seria um excelente presente.

A Juventude de Viana venceu na primeira mão dos 16-avos-de-final da Taça CERS o Darmstadt, na Alemanha, por 2-7 e tem a passagem praticamente assegurada, para carimbar este sábado, 26 de Novembro. Nos oitavos-de-final, o adversário que espera os vianenses é o Vilafranca, "carrasco" na mesma prova na pretérita temporada.

No Nacional da I Divisão, a Juventude está - ao cabo de sete jornadas - na sétima posição, com sete pontos, a dois de Candelária e Óquei de Barcelos.

Um pouco de história...

De um grupo de cinco entusiastas do Hóquei em Patins - José Manuel Natário, José Lopes, Eugénio Treleira, Santa Marta e Fernando Lopes - "Zé" Natário emergiu como o primeiro presidente a 1 de Dezembro de 1976 de um emblema que se tornaria o mais representativo da cidade de Viana do Castelo no desporto nacional.

A Associação Juventude de Viana chegou ao convívio dos grandes do hóquei patinado nacional em 1978, exibindo-se na I Divisão até 1989. Desceu à II Divisão, mas regressou apenas um ano depois, e coroada Campeã Nacional do escalão secundário. No entanto, o regresso não foi o mais feliz. Decorridas apenas duas temporadas, a Juventude foi relegado para uma ausência de 12 anos do palco maior do Hóquei em Patins português.

A Juventude de Viana, versão 2016/17, no derradeiro dia da Elite; na foto faltam o jovem Nuno Santos e o guarda-redes Telmo Fernandes

Voltou em 2003, com ambição. Entre 2004 e 2013, foi a única a intrometer-se no monopólio de Porto e Benfica nos dois primeiros lugares de um campeonato quase sempre ganho pelos dragões (a excepção foi em 2012, conquistado pelas águias). Nas temporadas de 2008/09 e 2009/10, a Juventude de Viana sagrar-se-ia vice-campeã nacional com jogadores como Paulo Almeida, Didi, Pedro Alves ou Luís Viana.

Voltou a cair no escalão secundário em 2012, assolada por dificuldades económicas, mas voltaria tal como em 1990: apenas um ano depois e com o título de campeã nacional na II Divisão.

Na última temporada, a Juventude de Viana terminou no sétimo lugar. Este ano, sob o comando de Renato Garrido, e com Edo Bosch na mesma baliza que o mentor Franklim Pais também defendeu, a Juventude almeja mais.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade