Notícia

Castigos do Clássico entre Barcelos e Benfica conhecidos

Mar 02, 2017

O jogo da 16ª jornada entre Óquei de Barcelos e Benfica foi um grande jogo, com grandes momentos e um fenomenal empate final a seis.

Mas a partida ficaria também marcada por várias incidências disciplinares, destacando-se os vermelhos a Hugo Costa (Barcelos) e a Tiago Rafael e Guillem Trabal (Benfica), que culminaram em críticas - em particular do técnico encarnado, Pedro Nunes - à actuação da dupla de arbitragem constituída por Jaime Vieira e Joaquim Pinto, este último chamado em virtude da lesão de Luís Peixoto.

Esta quarta-feira, o Conselho de Disciplina da Federação de Patinagem de Portugal, deliberou os seguintes castigos:

Três jogos de castigo para Hugo Costa (Óquei de Barcelos)

Três jogos de castigo para Tiago Rafael (Benfica)

Dois jogos de castigo para Guillem Trabal (Benfica)

O jogador do Barcelos irá assim falhar a deslocação a Valongo e Vale de Cambra (este para a Taça de Portugal) e a recepção ao Riba d'Ave, enquanto o defensor das águias não poderá estar na recepção à Juventude de Viana e na dupla deslocação a Turquel, para a Taça e para o Nacional da I Divisão.

Punido com menos um jogo, o guarda-redes Guillem Trabal já poderá actual no jogo da 18ª jornada da I Divisão, em Turquel.

Pena pesada para Garrido

No mesmo comunicado, o Conselho de Disciplina divulga um pesado castigo a Renato Garrido. No rescaldo da partida com a Oliveirense, o treinador da Juventude de Viana foi suspenso 28 dias.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade