Notícia

«Não é o Hóquei que eu comecei a jogar»

Mar 09, 2017

O Candelária perdeu na última jornada em Paço de Arcos por 6-4, depois de estar a vencer ao intervalo por 3-1.

Cinco azuis e um vermelho (a Johe, no banco) marcaram a partida e condicionaram os picarotos e, no final, o capitão Tiago Resende elogiou a postura da sua equipa, em particular na primeira parte, mas não escondia o seu descontentamento perante uma "arbitragem horrorosa". O jogador que está no Pico desde 2006, constata que a manutenção "não será fácil", com um "contexto muito difícil". Embora confie na sua equipa, vinca que "quando vem uma adversidade externa" - lembrando por exemplo o tempo em underplay na partida de Paço de Arcos - "é completamente impossível sair vencedor".

Nas suas declarações, Tiago Resende deixa também críticas ao Hóquei em Patins actual. O defesa-médio formado em Paço de Arcos refere que actualmente os árbitros "têm demasiado poder", lembrando outro Hóquei e confessando que preferia um "hóquei mais rijo".

"Isto é anti-hóquei, é o hóquei de as pessoas se deitarem para o chão atrás da própria baliza, que dá um livre directo", constata o jogador que completa 33 anos em Maio. Frisando que "os miúdos que começam agora estão adaptados a estas regras", Tiago Resende confessa que este é um Hóquei que lhe diz pouco...

Tiago Resende foi um dos primeiros campeões do Mundo de Sub-20 por Portugal, em 2003.

Futuro próximo

O campeonato começou bem para o Candelária, com três vitórias em quatro jogos, mas desde Outubro que o único representante na I Divisão das regiões autónomas não vence, tendo apenas escapado à derrota frente a Turquel (4-4) e Valença (3-3).

O Candelária é actualmente lanterna-vermelha do campeonato, com os mesmos 11 pontos da Sanjoanense, com quem "partilha" o ataque menos concretizador do Nacional. Mas há seis equipas - que podem ser sete se o Valongo sofrer algum no jogo que tem em atraso com o Riba d'Ave - com mais golos consentidos que os picarotos. Na classificação, o Turquel é a primeira equipa acima da linha de água, "apenas" três pontos à frente de Candelária e Sanjoanense.

Pese "segurar" a lanterna-vermelha, o Candelária, com "culpas" para o também campeão do Mundo de Sub-20 Diogo Rodrigues, tem menos golos sofridos do que seis das equipas do Nacional

Fora das competições europeias, o Candelária "descansa" este fim-de-semana, defrontando depois a Académica de Coimbra (III Divisão) para a Taça, numa reedição dos 16-avos da última temporada. Na altura, os picarotos garantiram o apuramento com uma difícil vitória por 3-2.

O Campeonato regressa dia 25, com a importante recepção à Sanjoanense. Sendo a conquista de pontos o mais importante, deve sublinhar-se que, para efeitos de confronto directo, a equipa de São João da Madeira venceu por 2-1 na primeira volta.

André Moreira é o melhor marcador dos picarotos, com 12 golos
Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade