Notícia

A saída de Guillem Perez, 26 jogos depois

Mar 15, 2017

No final da semana passada, a notícia da "transferência" de Paulo Freitas do Óquei de Barcelos para o Sporting apanhou muitos de surpresa. Inclusive Guillem Perez.

O agora ex-treinador do Sporting esteve no fim-de-semana na Catalunha, onde aproveitou para acompanhar a Copa de la Reina (equivalente à Copa del Rey, mas no feminino), longe dos desenvolvimentos que a imprensa portuguesa avançava.

De regresso esta terça-feira a Portugal, Guillem foi chamado a reunir com os dirigentes leoninos, que lhe comunicaram que - como já era público - não seria mais o técnico da equipa. A reunião culminou na saída do catalão por "mútuo acordo", segundo comunicado do Sporting.

Guillem Perez sai após 26 jogos de leão ao peito, entre Elite Cup, Campeonato Nacional e Liga Europeia.

Começar a vencer

Aposta de José Trindade, Guillem Perez chegou a Portugal no último defeso, com 34 anos e como desconhecido para muitos.

Depois de um estágio na Catalunha, longe dos curiosos olhares dos adeptos portugueses, Guillem deu a conhecer o "seu" Sporting na primeira edição da Elite Cup.

Sporting reclamou para si o primeiro troféu em disputa na temporada

Em Coimbra, os leões venceram sucessivamente o Óquei de Barcelos (4-1), o dérbi com o eterno rival Benfica (7-6) e o Clássico da final, com o FC Porto (3-1), garantindo um troféu inédito no Hóquei em Patins nacional, que reuniu as oito melhores equipas de 2015/16.

Apenas um mau resultado a apontar no Campeonato?

Guillem Perez deixa o Sporting no quarto lugar da tabela classificativa da I Divisão, a sete pontos do líder Oliveirense. Pese a diferença para o topo da classificação, há pouco a apontar ao percurso dos leões na principal competição nacional. Em 17 jornadas, o Sporting registou 13 vitórias, dois empates e duas derrotas, tendo neste momento os terceiros melhores ataque e defesa.

Perdeu nas deslocações a Barcelos - onde o Porto também perdeu e o Benfica empatou - e à Luz, num jogo em que até o treinador das águias, Pedro Nunes, reconheceu que os leões mereciam outro resultado.

Exibição na Luz mereceu reconhecimento da crítica... e do rival

Os empates foram registados na recepção aos dragões (nos únicos pontos perdidos em casa, em jogo jogado) e, naquele que constituirá o único resultado verdadeiramente a apontar, em Valença (2-2). Curiosamente, num jogo em que Guillem Perez cumpria castigo e não estava no banco...

A pesar significativamente na classificação estão os três pontos perdidos na secretaria por inscrição irregular de José Diogo Macedo, depois de, em pista, o Sporting ter vencido o Paço de Arcos por 6-4.

A desilusão na Liga Europeia

Em ano em que estreia novo pavilhão, falava-se que o leão poderia até ser candidato a receber a fase decisiva da mais importante prova europeia de clubes. Mas o regresso à Liga Europeia, muitos anos depois, não foi feliz.

O Sporting terminou o grupo C em terceiro, com menos três pontos que o campeão italiano Forte dei Marmi e menos seis que o reforçado Reus, que na fase de grupos só perderia... frente aos leões.

Caminhada europeia começou com vitória frente ao Quevert, mas acabou prematuramente

O apuramento leonino seria comprometido cedo, com uma derrota na terceira de seis jornadas. Os leões receberam o Forte dei Marmi e, a vencer por 4-3 ao intervalo, "deixaram" os italianos vencer por 5-7.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade