Notícia

Olhar para cima, 69 jornadas depois

Mar 26, 2017

No fecho das contas da 17ª jornada do Campeonato Nacional da I Divisão, a Oliveirense ascendeu ao primeiro lugar, isolada, relegando o Benfica para o segundo lugar.

Volvidas três semanas [ndr: houve pausa para Liga Europeia e Taça de Portugal], a 18ª jornada arrancou com um cenário que não se via desde a 30ª ronda de 2013/14. 69 jornadas depois, o Benfica arranca para uma jornada com um adversário com mais pontos na tabela classificativa.

Oliveirense "passou" Benfica no fecho da 17ª jornada

Recuemos até 2013/14.

Na primeira época de Pedro Nunes no comando técnico do Benfica, a última jornada (do último campeonato que contou 30 jornadas) arrancou com o Porto na liderança, com mais três pontos que Valongo e Benfica. O Valongo venceu na recepção aos dragões e o Benfica venceu em Braga, ficando as três equipas igualadas no topo da classificação, com os valonguenses a conquistarem o título no confronto directo entre o trio.

Apesar da vitória do Benfica na cidade dos arcebispos ter sido inglória e amarga, fez com que as águias terminassem sem nenhum adversário com mais pontos. E assim começaria a época seguinte.

Vitória em Braga em Maio de 2014 foi amarga

Em 2014/15, o Benfica teve companhia até à 11ª jornada, deixando o Porto para trás com uma vitória por 3-7 no Dragão Caixa. E não mais perderia a liderança - isolada - até final, terminando mesmo com confortáveis 10 pontos de vantagem.

Em 2015/16, voltava tudo a zeros. O condicionamento do sorteio do Campeonato Nacional leva a que os jogos teoricamente mais difíceis para os "mais fortes" surjam tarde no calendário, e os encarnados andaram ombro a ombro com o FC Porto até à oitava jornada. Os azuis-e-brancos largariam o topo da classificação após uma derrota em Barcelos, numa jornada em que - tal como esta que se realiza agora - o Benfica jogou em Turquel.

Entre 31 de Maio de 2014 e 4 de Março deste ano nenhuma equipa fechara a jornada com mais pontos que o Benfica.

A vantagem do Benfica, num campeonato que ao início prometia mais competitividade, cifrava-se já em sete pontos no virar do campeonato e, ao longo da segunda volta, chegou a ser de 10. Com o título na mão, os encarnados perderam no Dragão e na recepção à Oliveirense, terminando com quatro pontos de vantagem sobre o segundo.

Esta época, o primeiro lugar tem mais candidatos. O Benfica voltou a arrancar de forma imaculada e, no fecho das contas da 10ª jornada, isolou-se fruto da vitória do Porto sobre a Oliveirense, última equipa a "largar" os encarnados. A equipa de Oliveira de Azeméis lograria vencer o Benfica na 12ª jornada, mas no fim da primeira volta os encarnados seguravam a liderança com dois pontos sobre o segundo classificado.

Empate com a Juventude de Viana custou a liderança ao Benfica... 69 jornadas depois

No arranque da segunda volta, o Benfica venceu Valongo e Riba d'Ave, mas os empates em Barcelos (6-6) e na recepção à Juventude de Viana (7-7) permitiram a "ultrapassagem" da Oliveirense que contou por vitórias todos os seus jogos após a 11ª jornada [ndr: derrota por 3-1 frente ao Sporting].

Este domingo, o Benfica entra em pista em Turquel sabendo que, mesmo que vença, continuará a ter alguém com mais pontos na tabela classificativa. É um novo desafio para Pedro Nunes e para uma equipa que está habituada a ganhar e a ser a "candeia" que vai à frente. E que, mais do que nunca, terá presente o que o técnico tem frisado e reforçado, que as contas se fazem no final.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade