Notícia

Campeões do Mundo e da Europa na decisão

Apr 16, 2017

Portugal e Argentina vão discutir a vitória na 67ª edição da Taça das Nações.

Foram os argentinos, campeões do Mundo, os primeiros a carimbarem a presença na decisiva partida.

Frente à Espanha, numa reedição do último Campeonato do Mundo, foram dois jogadores que jogam na OK Liga que ditaram o destino da selecção do país dos seus clubes. Matías Platero (Reus) inaugurou o marcador e Matías Pascual (Barcelona) ampliou.

A Argentina procura a terceira vitória no evento que conta predominantemente com presenças europeias. Portugal já conquistou o troféu em 18 ocasiões.

Reinaldo Garcia, jogador do FC Porto, viu um azul que levou Raul Marin para a marca de livre directo, mas o jogador do Reus não conseguiu transformar. No entanto, Nil Roca aproveitou o "powerplay" para reduzir. E, já reposta a igualdade numérica, o mesmo Nil faria o 2-2 de grande penalidade. Ainda antes do intervalo, Pascual respondeu na mesma moeda e, também de "penalti", fez o 3-2 com que se chegaria ao descanso.

A etapa complementar ficou marcada pela ineficácia das duas equipas, a que só Platero escapou. O tenaz defensor do Reus "matou" o jogo com o 4-2 com menos de dois minutos para jogar.

Portugal para o "penta"

O outro finalista saiu do confronto entre portugueses e gauleses. A França tinha protagonizado uma excelente exibição frente à Argentina e causou problemas a Portugal. Mas os campeões da Europa não deixariam fugir a oportunidade de marcar presença, pela 13ª vez consecutiva, na final da Taça das Nações.

Na primeira parte, apenas Henrique Magalhães e Gonçalo Alves marcaram. Na segunda, com Gonçalo Alves a abrir as "hostilidades", os pupilos de Luís Senica chegaram a uma concludente goleada de 8-2.

A partir das 20h (locais) em Montreux, a edição de 2017 da Taça das Nações será disputada entre os vigentes Campeão do Mundo e Campeão da Europa.

Itália e Angola impõem lei do mais forte

Para a segunda metade da classificação, a Itália irá defrontar Angola pelo quinto posto.

Num duelo de mitos no banco, Massimo Mariotti levou a melhor sobre Jose Luis Paez. A Itália venceu o Chile por 9-4, com Marco Pagnini e Alessandro Verona a alcançarem hat-tricks,

os chilenos abaixo das expectativas

defrontam o anfitrião Montreux, que parece vir a perder gás ao longo do Torneio.

Perderam apenas por um com a Argentina, depois por três frente à França e finalmente por quatro com a Itália. Contra Angola, perderiam neste dia de "meias-finais" por seis...

Ao intervalo, os angolanos venciam por "apenas" 2-0 e o Montreux ainda esteve na "luta" por mais quinze minutos. Depois foi o descalabro, até ao 7-1 final. André Centeno e Adilson Diogo bisaram.

Provas relacionadas

Taça das Nações - Finais
Taça das Nações - Meias-finais
Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade