Notícia

Jorge Godinho sucederá a Simões no Turquel

Jun 05, 2017

O Turquel anunciou este domingo o sucessor de João Simões no comando técnico da equipa alvinegra. O escolhido é Jorge Godinho, que orientará a equipa na próxima temporada.

Jorge Godinho regressou aos palcos da I Divisão em Dezembro último, quando assumiu o cargo de treinador do Paço de Arcos, terminando uma larga - e profícua - ligação com o Benfica, onde orientou Sub-17, Sub-20 - com os títulos de campeão nacional nos dois escalões - e equipa "B", com quem conquistou o título nacional da III Divisão.

Jorge Godinho já foi feliz em Turquel. Foi ali que, em 2012, conquistou o seu primeiro de três títulos nacionais de Sub-20.

Jorge Godinho iniciou a sua carreira de treinador sénior na Juventude Ouriense, precisamente na I Divisão, numa curta experiência como treinador jogador-treinador. Regressou mais tarde ao comando técnico na formação do Sporting de Tomar, onde dera os primeiros passos como treinador, para em 2009 abraçar o ambicioso projecto d'Os Tigres. Em duas temporadas logrou a subida à II e à I Divisão, esta com o título de campeão nacional da II Divisão em 2011. No entanto, não seria o escolhido para orientar a equipa no escalão maior. Ingressaria então no Benfica, até voltar no final de 2016 aos palcos maiores do Hóquei em Patins nacional.

Turquel e Paço de Arcos estão, respectivamente, seis e cinco pontos acima da linha de água, quando há apenas seis pontos para disputar no Campeonato.

Ao serviço do Paço de Arcos, com duas jornadas por disputar (deslocação a Barcelos e recepção à Juventude de Viana), Godinho está, sem depender de outros, a um ponto de assegurar a manutenção. Em 14 jogos às ordens do técnico nabantino de 43 anos que irá então orientar a equipa da Aldeia do Hóquei, o Paço de Arcos conseguiu quatro vitórias e um empate (13 pontos) em 14 jogos, num aproveitamento pontual ligeiramente superior ao conseguido nos 10 jogos sob o comando de Paulo Garrido (31% vs 30%). O Paço de Arcos passou a marcar mais (3.1 golos por jogo vs 2.9 antes), mas também a sofrer mais (5.1 por jogo vs 4.7), sendo que o primordial objectivo da manutenção estará realisticamente assegurado.

Quase a salvo

Este fim-de-semana, Turquel e Paço de Arcos foram os grandes vencedores na luta pela manutenção. O Turquel garantiu matematicamente a permanência - por vantagem no confronto directo com Riba d'Ave - e o Paço de Arcos deu um passo de gigante.

O Turquel venceu na difícil deslocação a Tomar por 2-5 e passa a somar 23 pontos, apenas menos três que os nabantinos (que ocupam neste momento a última vaga para a Elite Cup), mas seis acima da linha de água, onde estão, com 17 pontos, Candelária e... Riba d'Ave, que perdeu na deslocação a Paço de Arcos por 3-2. Em confronto directo, a equipa da Linha conquistou importantes três pontos, passando a somar 22.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade