Notícia

Porto vence a Taça e sela triplete

Jun 25, 2017

O Porto venceu o Tomar por 5-1 na decisão da Taça de Portugal e juntou o triunfo na prova-rainha aos da Supertaça António Livramento e do Campeonato Nacional.

Partindo para a decisiva partida com claro favoritismo, o Porto adiantou-se muito cedo no marcador. Com menos de dois minutos decorridos, Gonçalo Alves apareceu isolado e foi eficaz para o 1-0.

Gonçalo Alves fez cedo o primeiro para o Porto

Perante um pavilhão bem composto, com os adeptos dos azuis-e-brancos a marcarem presença de forma massiva e efusiva, o Tomar não entrou bem no jogo. Com 50 minutos nas pernas do dia anterior (e toda uma época de compromissos) quando o adversário descansou, a equipa de Nuno Domingues ficava a perder por dois ainda não estavam cumpridos quatro minutos, quando Hélder Nunes não desperdiçou um livre directo.

Pinto da Costa marcou presença na final.

O Porto abrandou e o Tomar respirou. Atinou nas marcações e levou algum perigo à baliza do catalão Carles Grau, mas o marcador não sofreria alterações até ao intervalo. Nem nos primeiros dez minutos da segunda parte...

O Tomar não aproveitou, e o Porto "matou". A quinze minutos do apito final, Reinaldo Garcia fez o terceiro, para - menos de um minutos depois - Jorge Silva apontar o quarto.

Joka apontou o que fica como o único golo do Tomar - até agora - numa final da Taça de Portugal

Ainda com um quarto-de-hora para jogar, a vitória já não fugia aos dragões. Sabiam os jogadores do Porto e os seus adeptos e sabiam os jogadores do Tomar. Mas nem por isso baixaram os braços. Com uma segunda parte bem mais conseguida que o arranque da primeira, os leões da margem do Nabão fizeram por merecer o golo apontado a cinco minutos e meio do fim - por João Alves, "Joka" - de um jogo histórico para a equipa.

O golo foi como um sopro de vida nos verde-e-brancos. Mas, sobrando vontade, faltava eficácia frente a Grau. E já no minuto final, Vítor Hugo apontou o 5-1 que selou a vitória dos dragões, a 16ª conquista na Taça de Portugal.

A melhor despedida

Vítor Hugo teve uma despedida de sonho. A 30 segundos do final isolou-se e bateu Marco Gaspar para o último golo da partida. Saiu, sob aplausos, e levantaria a Taça a quatro mãos com o capitão Hélder Nunes. Vítor Hugo, internacional português de 32 anos, chegou ao Porto em 2012 e irá representar o Sporting na próxima temporada. Sai após conquistar por duas vezes o Campeonato Nacional, três vezes a Taça de Portugal e duas a Supertaça.

Reencontro marcado

Porto, campeão nacional e vencedor da Taça, e Sporting de Tomar, finalista vencido da Taça, fecharam a temporada 2016/17 e vão novamente defrontar-se na abertura de 2017/18, então para disputar a Supertaça António Livramento.

O troféu, que o Porto conquistou esta temporada pela 20ª vez, ainda não tem data nem local anunciados.

Jogos relacionados

FC Porto
5 : 1
25 Jun 19h30
SC Tomar

Provas relacionadas

Taça de Portugal - Final Four
Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade