Notícia

Portugal campeão com vingança dourada

Aug 05, 2017

Portugal é campeão europeu de Sub-17. "Vingando" a final do ano passado em Mieres, os portugueses triunfaram com um "golo de ouro" de José Gonçalves.

A localidade italiana de Fanano, mais habituada ao hóquei jogado sobre o gelo, foi palco de mais uma grande final ibérica de Hóquei em Patins.

Faltaram golos, mas sobrou emoção à medida que os minutos iam passando.

O nulo arrastou-se, sendo ameaçado quando foi assinalada grande penalidade contra os portugueses, a menos de dois minutos do final do tempo regulamentar. Nuno Ferrão chamou o titular Alejandro Edo e lançou Tiago Freitas. Mesmo a frio, o guarda-redes cumpriu, tirando a Sergi Garcia e à selecção espanhola a possibilidade de festejar já bem perto do derradeiro apito, e o jogo seguiu para prolongamento.

Tiago Freitas negou o golo de grande penalidade à Espanha a menos de dois minutos do final dos 40 minutos

O jogo seguiu para prolongamento e o "trauma" de Mieres estaria certamente na cabeça dos "repetentes" Alejandro Edo, Tiago Freitas, João Pedro Pereira e Diogo Abreu. Mas desta vez não houve "chumbo" para os portugueses. Houve ouro. José Gonçalves já tinha marcado em todas as anteriores cinco partidas deste Europeu e, "esquecido" de marcar no tempo regulamentar, não perdoou logo na primeira parte do tempo extra, marcando com três minutos e meio decorridos. Um ano volvido, inverteram-se os papeis. Rebentaram de euforia os portugueses e Nuno Ferrão, caíram de desânimo os espanhóis e Ivan Sanz.

José Gonçalves marcou em todos os jogos e, com 10 golos, foi o melhor marcador dos portugueses e do campeonato, a par do alemão Adrià Sierra

Este é o 14º título conquistado por Portugal em 37 edições - a Espanha continua a liderar com 17 conquistas -, voltando aos títulos depois de apenas um ano de interregno. Alejandro Edo sagra-se bicampeão do escalão após a vitória no Luso em 2015, já com Nuno Ferrão ao leme da selecção das quinas.

Em Itália, Portugal triunfou pela quarta vez (na sétima edição realizado em solo transalpino), depois dos triunfos de 2008 (Bassano), Vasto (1999) e Vercelli (1987).

Os novos campeões de Sub-17 são, às ordens do seleccionador Nuno Ferrão, os guarda-redes Alejandro Edo e Tiago Freitas e os jogadores de pista Lucas Santos, Diogo Barata, Gustavo Pato, José Gonçalves, João Pedro Pereira, Diogo Abreu, Rodrigo Martins e Miguel Fortunato.

Caminhada de Portugal

Portugal sagra-se campeão vencendo todas as partidas deste Campeonato da Europa que se realizou em Fanano.

Na fase de grupos, os portugueses venceram a Áustria por 1-9 e depois a Suíça por 4-1. Após um dia de folga, seguiram-se vitórias sobre Andorra, por 0-3, e sobre a França, com um tão inesperado como concludente 7-0.

Nas meias-finais, a missão implicava afastar o anfitrião, e Portugal não claudicou, vencendo a Itália por 6-2 para garantir o bilhete para a final com a Espanha.

A comitiva campeã

A selecção orientada por Nuno Ferrão termina como melhor defesa (a tal que dizem que ganha campeonatos), com apenas quatro golos sofridos, e 29 marcados, aquém dos conseguidos por Itália ou Espanha. Só que o trigésimo golo português foi de de ouro...

Jogos do derradeiro dia

Áustria 7-1 Israel

Andorra 6-1 Inglaterra

Alemanha 4-3 Suíça (*golo de ouro)

Itália 5-3 França

Portugal 1-0 Espanha (*golo de ouro)

Classificação final

1º Portugal

2º Espanha

3º Itália

4º França

5º Alemanha

6º Suíça

7º Andorra

8º Inglaterra

9º Áustria

10º Israel

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade