Notícia

Ter de virar o fado contra as campeãs

Aug 29, 2017

Foto de capa: Federação de Patinagem de Portugal

A fase de grupos no feminino terminou sem qualquer vitória portuguesa. No fecho, Portugal defrontava a Itália na tentativa de fugir a um embate com a Espanha já na próxima partida, mas as coisas não correram de feição ao conjunto orientado por Carlos Pires, sendo derrotado por 2-3.

Com Renata Balonas condicionada por lesão e com Sofia Silva a ver um azul madrugador, Portugal adiou o tento inaugural das transalpinas - orientadas por Dario Rigo - por 10 minutos. Francesca Maniero inaugurou o marcador e, oito minutos volvidos, Pamela Lapolla ampliava a vantagem para o 0-2 com que se chegaria ao intervalo.

Na ausência de qualquer transmissão da FIRS, algumas imagens em directo têm chegado do banco de Portugal, via facebook.

E, após o reatamento, aos cinco minutos, Giulia Galeassi assinava um 0-3 que surgia como uma machadada em qualquer aspiração lusa a discutir o jogo. Mas, Catarina Costa, de grande penalidade, reduziu de imediato e relançou a selecção vice-campeã mundial na partida.

A onze minutos do final, Beatriz Figueiredo colocou a diferença no marcador na margem mínima e Portugal foi em busca do empate. Que esteve perto por diversas vezes, pese o visível desgaste físico. A dois minutos e meio, Catarina Costa teve uma soberana oportunidade para o conseguir, mas - tal como na véspera - faltou eficácia a Portugal de bola parada.

Portugal termina a fase de grupos com seis golos marcados, tantos como o segundo (Chile) e o terceiro (Itália) do grupo.

Portugal despertou tarde para os golos, mas poderá ser o tónico para encarar de forma diferente a próxima fase. Porque esta quarta-feira já será a doer.

Finda a fase de grupos, arranca a fase a eliminar e nos "quartos" Portugal vai reeditar com a Espanha a final do último Mundial.

Espanha só sofreu um golo na fase de grupos.

E a Espanha tem puxado dos galões de campeã do Mundo. Fechou a fase de grupos com um pleno de vitórias, com 25 golos marcados e apenas um sofrido... no triunfo por 10-1 sobre a França, em partida arbitrada pelos portugueses Joaquim Pinto e Paulo Rainha.

Natasha Lee é a melhor marcadora do conjunto orientado por Ricardo Ares, com seis golos, apenas mais um do que Maria Diez, Anna Casarramona e Laura Puigdueta.

Quartos-de-final

Argentina - Estados Unidos

Chile - França

Itália - Alemanha

Portugal - Espanha

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade