Notícia

«Estaremos em pista para ganharmos todos os jogos»

Sep 02, 2017

Arranca este domingo a 43ª edição do Campeonato do Mundo, desta feita integrado num evento maior, os World Roller Games.

Em Nanjing (China), a Argentina defende o título conquistado em La Vendée (França) que quebrou a mais longa série de sempre, com a Espanha a vencer cinco edições consecutivas depois de Portugal ter triunfado em 2003.

Esse título conquistado em 2003 em Oliveira de Azeméis teima em ser o último conquistado por Portugal que, desde que venceu pela primeira vez em 1947, nunca tinha estado tantas edições sem garantir o ouro Mundial.

Jogos de Portugal passam em directo na RTP1, sempre às 11h30.

O ano de 2016 marcou o regresso de Portugal às grandes conquistas, com a vitória no Europeu que escapava desde 1998, e tal legitima a ambição lusa de triunfar no Campeonato do Mundo.

Para esta empresa, Luís Sénica aposta nos dez que triunfaram em Oliveira de Azeméis no último ano, chamando apenas Pedro Henriques como novidade, sendo que "novidade" será relativo para um guarda-redes que esteve nos Mundiais de 2013 e 2015.

Pedro e Girão no banco, Nelson em pista: três guarda-redes e uma baliza, "felices los cuatro"

A chamada de três guarda-redes pode estranhar-se, mas tal já aconteceu em 2013, em Angola - com Girão, Pedro Henriques e Ricardo Silva -, e a distância para a substituição em caso da lesão é um dos argumentos para levar o trio. Ângelo Girão tem sido o dono da baliza na Selecção, Nelson Filipe esteve nos momentos mais importantes do Porto numa época em que conquistou tudo a nível interno e Pedro Henriques foi determinante numa excelente temporada do Reus, que culminou com a vitória na Liga Europeia.

Estreia de Portugal é com o campeão do Mundo, Argentina. As duas equipas encontraram-se em Abril, no decisivo jogo da Taça das Nações, com a Argentina a vencer no último minuto por 6-5.

A preparação não terá sido a ideal, mas a possível. Face à altura do ano em que o Mundial se realiza, o estágio teve de passar - por férias das equipas - por jogos com a selecção feminina e a selecção de Sub-20. E o planeamento de um estágio em Macau não preveria certamente a passagem de um tufão que danificou infraestruturas e obrigou à alteração dos treinos pensados.

Ainda em Portugal, no estágio que decorreu no Luso, Luís Sénica falou para o HóqueiPT.

O sorteio para o Campeonato do Mundo ditou que Portugal ficasse no grupo A, um verdadeiro "grupo da morte".

Se o modelo competitivo fosse igual ao dos femininos ou Sub-20, a constituição do grupo, em que a classificação serviria apenas para definir os emparelhamentos dos quartos-de-final, não seria determinante, mas no modelo adoptado será mesmo fatal para uma das quatro selecções de cada grupo. A última classificada disputa na segunda fase a Taça FIRS.

No grupo de Portugal, a França é a apontada como a mais provável a terminar em último, dado que, quando os gauleses olham para o seu calendário, vêem o vice-campeão europeu (Itália), o campeão do Mundo (Argentina) e o campeão da Europa (Portugal)... Mas a selecção de Fabien Savreux aposta na surpresa...

Já o primeiro deste grupo A defrontará, nos quartos-de-final, o primeiro do grupo B da Taça FIRS, perfilando-se Angola como favorita num grupo em que as outras equipas são Holanda, Egipto e Estados Unidos.

Portugal / Campeonato do Mundo 2017

Seleccionador

Luís Sénica

Guarda-redes

Ângelo Girão, Nelson Filipe e Pedro Henriques

Jogadores de pista

Diogo Rafael, Gonçalo Alves, Hélder Nunes, Henrique Magalhães, João Rodrigues, José Rafael Costa ("Rafa"), Reinaldo Ventura e Ricardo Barreiros

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade