Notícia

Supercop(p)as no arranque da temporada

Sep 30, 2017

A temporada 2017/18 das três grandes nações de Hóquei em Patins arranca oficialmente este fim-de-semana com a disputa da espanhola Supercopa e da italiana Supercoppa.

Sendo ambas disputadas em Final Four, como agora foi também adoptado para a Taça Continental (vulgarmente apelidada de Supertaça Europeia), a prova espanhola já tem finalistas.

Esta sexta-feira, em Voltregà, o Barcelona venceu o Reus por 5-2, carimbando a presença na partida decisiva pela 13ª vez em 14 edições. Pau Bargalló (por duas vezes), Pablo Alvarez, Marc Gual e Lucas Ordoñez marcaram para a equipa agora orientada por Edu Castro, enquanto Marin e Torra marcaram pelo Reus.

Na final, que se disputa este sábado, os campeões espanhóis irão defrontar o anfitrião Voltregà, que virou o jogo contra o Liceo.

Voltregà procura juntar-se a uma galeria de vencedores onde só constam Barcelona (nove títulos), Vic (dois), Reus e Liceo.

Os "verdes" de Juan Copa venciam por 0-2 ao intervalo, com golos de Marc Coy (que representou o Benfica) e Sergi Miras (que na temporada passada esteve no Sporting), mas a aguerrida equipa de Francesc Linares forçaria prolongamento e grandes penalidades com um bis de bola parada - uma grande penalidade e um livre directo - de Gerard Teixidó. Na decisão máxima, apenas Miras marcou para os galegos, e "Petxi" Armengol e Xavi Crespo deram a vitória ao azuis-e-brancos.

Apesar de ter dominado a quase totalidade do encontro, o Liceo falha a defesa do troféu conquistado em 2016, na única final que não contou com o Barcelona.

Os blaugrana irão tentar o seu 10º troféu frente a um Voltregà que estará pela primeira vez na decisão e sem Ignacio Alabart que, após duas temporadas de azul-e-branco, regressou ao Barcelona.

Quinteto luso na corrida

Em Itália, o PalaBarsacchi é mais uma vez o epicentro das decisões. Depois de ter recebido a Final Four da Taça CERS e antes de receber a Taça Continental, Viareggio recebe a Supercoppa.

Na corrida ao troféu conquistado em 2016 pelo Lodi, estão cinco portugueses. O treinador Nuno Resende estreará oficialmente pelo Lodi os reforços lusos Luís Querido (ex-Barcelos) e Gonçalo Pinto (ex-Benfica), o anfitrião Viareggio apresenta Reinaldo Ventura (ex-Barcelos) e o Bassano conta pelo segundo ano com Diogo Neves. Apenas o Forte não conta com talento português no ataque à Supercoppa.

Nas últimas cinco temporadas, a Supercoppa teve cinco vencedores diferentes.

Com 12 edições realizadas, a Supercoppa italiana já conheceu sete vencedores, contando-se entre eles as quatro equipas que agora a disputam. Follonica e Valdagno (com três conquistas cada) e Breganze (uma) não poderão enriquecer o seu palmarés, ao contrário de Bassano (dois triunfos), Viareggio (vencedor em 2013), Forte (triunfou em 2014) ou Lodi, actual detentor do troféu.

Em Portugal, a Supertaça António Livramento mantém o formato de decisão a apenas um jogo, que está agendado para 14 de Outubro. Porto e Tomar encontrar-se-ão no Pavilhão Municipal do Entroncamento, ainda com hora por confirmar.

Sexta-feira, 29 de Setembro

Meia-final - Barcelona 5-2 Reus Deportiu

Meia-final - Voltregà 2-2 (2-1 gp) Liceo

Sábado, 30 de Setembro

20h45: Final - Barcelona vs Voltregà

Supercoppa de Itália*

Sábado, 30 de Setembro

18h: Meia-final - Lodi vs Bassano

21h: Meia-final - Viareggio vs Forte

Domingo, 1 de Outubro

20h30: Final

* horas locais, menos uma em Portugal continental

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade