Notícia

Valongo sétimo, por derrotas tangenciais

Oct 20, 2017

Uma derrota no desempate por grandes penalidades e outra pela margem mínima "empurraram" o Valongo para o sétimo lugar na segunda edição da Elite Cup.

Esteve à beira de conseguir uma primeira grande surpresa em duas edições de Elite Cup. Nos quartos-de-final, frente ao Benfica, a equipa que vai melhorando com a maturidade adquirida pelos seus jovens talentos obrigou o vice-campeão nacional a discutir a passagem até à última grande penalidade do desempate por castigos máximos.

Xavier Cardoso

Com uma excelente dinâmica, o Valongo aproveitou uma entrada cautelosa do Benfica para mostrar valor e, apesar de Daniel Oliveira ("Poka") ter desperdiçado um livre directo, seria mesmo o Valongo a inaugurar o marcador, por Luís Melo.

Faltou pouco para os valonguenses recolherem ao balneário em vantagem. Cerca de dois minutos e meio... De bola parada, Leonardo Pais não impediu o empate.

Na segunda parte, o Valongo viu o Benfica passar para a frente do marcador aos seis minutos, mas mostrou ser uma equipa resiliente. A igualdade seria restabelecida por Poka, quatro minutos volvidos e, apesar do Benfica ter feito de imediato o 3-2 na resposta, os pupilos de Miguel Viterbo não baixaram os braço.

Daniel Oliveira ("Poka")

O reforço Poka - que neste torneio se assumiu como referência maior da equipa - ainda desperdiçou o livre directo relativo à décima falta encarnada, mas o empate chegaria mesmo. Aos 14 minutos, Luís Melo faria o 3-3 que perduraria até ao final do tempo regulamentar, também porque Leonardo Pais negaria o golo de grande penalidade a Carlos Nicolía.

Noutras grandes penalidades, as da decisão, Guilherme Silva adiantou o Valongo e Rúben Pereira fez o 2-2 na derradeira oportunidade da série... mas ainda sobrava uma grande penalidade para o Benfica e Tiago Rafael selou o afastamento dos valonguenses.

Luís Melo

No jogo contra a Juventude de Viana, Miguel Viterbo entregou a baliza a Bernardo Mendes, Campeão do Mundo de Sub-20 em Nanjing (como Carlos Ramos, presente nos primeiro e terceiro jogos), que sofreria apenas um golo. O único golo que a partida teve.

Rúben Pereira desperdiçou uma grande penalidade e na etapa complementar Poka não faria melhor de livre directo. Em oportunidades de bola parada, Valongo e Viana equipararam-se, com Bernardo Mendes a defender também uma grande penalidade e um livre directo. Emanuel Garcia, aos seis minutos da segunda parte, marcou o golo da diferença.

Bernardo Mendes

Pese a "escassez" de golos, a partida entre Valongo e Juventude de Viana esteve longe de ser desinteressante. Nos "verdes", para além de Bernardo Mendes - a assumir-se como alternativa viável a Leonardo Pais, que é dono natural da baliza - foi possível confirmar que Poka (ex-Sporting) e Diogo Fernandes (ex-Viana) são verdadeiros reforços, que "Xavi" Cardoso será, a par de Poka, o pêndulo da equipa, e uma clara evolução de Luís Melo, a assumir mais protagonismo no ataque.

Diogo Fernandes

Depois da frustração de duas derrotas com sabor a pouco, o Valongo não podia aspirar a mais do que o sétimo lugar no derradeiro dia. Frente ao Valença, a bola demorou a entrar, mas a equipa de Miguel Viterbo partiria para a vitória mais dilatada do torneio.

Por volta dos 10 minutos de jogo, a resistência do Valença vacilou e, no espaço de um minuto, Guilherme Silva e Diogo Fernandes fizeram mexer o marcador para o 0-2 que se registava ao intervalo.

Se na primeira parte, a resistência valenciana vacilara, na segunda caiu por completo, acusando o desgaste do torneio, mas também com o Valongo a mostrar extrema eficácia de bola parada.

Leonardo Pais

Aos cinco minutos, Poka não perdoou de livre directo. Tal como cinco minutos depois, com Diogo Fernandes a castigar com golo a décima falta dos minhotos. O que Tiago Pereira não conseguiria, com Leonardo Pais a estar mais uma vez bem neste capítulo...

A oito minutos do fim, de grande penalidade, Rúben Pereira ampliou para 0-5 e Diogo Fernandes ainda fez o sexto, antes de Luís Viana apontar o tento de honra da equipa de Valença. Poka assinou o 1-7 a menos de meio minuto do fim, havendo ainda oportunidade para novo livre directo. Sobre o apito, Zé Braga não conseguiu bater Leonardo Pais.

Rúben Pereira

Voltando a abdicar da participação na Taça CERS, o Valongo tem o primeiro jogo para o Campeonato em Oliveira de Azeméis, com a difícil tarefa de bater o pé ao recém-coroado vencedor da Taça Continental.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade