Notícia

De regresso ao Olímpico

Dec 12, 2017

Foto de capa: Ajuntament de Reus

Em Reus, a mais de uma centena de quilómetros de Barcelona, ultimam-se os pormenores para a Taça Intercontinental que se disputa nos próximos dias 15 e 16 de Dezembro.

O Pavilhão Olímpico Municipal, com capacidade oficial para 3500 pessoas, será o palco de uma prova que pretende, como única prova mundial de clubes e numa forma renovada, granjear um significado que não tem tido, dado que ocupa um lugar secundário - e menosprezado - no calendário do Hóquei em Patins.

Apesar de uma lotação de 3500 espectadores, "reza a história" que na final do Mundial de 1999 estiveram presentes 4500 pessoas no Olímpico.

Inaugurado para os Jogos Olímpicos de 1992, o Olímpico - que não é a casa habitual do Reus Deportiu (Palau d'Esports) - foi uma das quatro sedes da única aparição olímpica da modalidade, que culminou com a vitória da Argentina. Nessa selecção albiceleste, o ouro acabou ao peito de José Luís Páez, "Negro", irmão mais velho de David Páez que, depois de uma carreira recheada de títulos, irá agora - aos 42 anos - tentar conquistar a Intercontinental ao serviço do Concepción.

David Páez (Concepción) e Carlos López (Andes Talleres) foram campeões do Mundo em Reus em 1999... juntos, voltariam a conquistar o planeta em 2015, em França

O Hóquei em Patins de topo regressou ao Olímpico para o Mundial de 1999. A Espanha não ganhava desde 1989 (San Juan) e apostava tudo numa vitória em casa. Mas, tal como nos "Jogos", a vitória seria argentina, com Gaby Cairo a assinar o tento solitário na final, que valeu o quarto título mundial à albiceleste.

Para além de Cairo e "Negro" Páez, em 1999 também já estavam na equipa das pampas David Páez e Carlos López, ambos exemplos de longevidade e figuras na Intercontinental que se avizinha. López, que esteve em Portugal entre 2011 e 2016 (quatro épocas no Benfica e uma na Oliveirense), será reforço para a Intercontinental do Andes Talleres, ao serviço de quem conquistou o Sul-Americano em 2016.

David Páez e Carlos López foram dois dos três jogadores com quem o Barcelona decidiu não renovar em 2011. O outro foi Jordi Adroher.

O Hóquei em Patins ao mais alto nível voltaria depois ao palco maior de Reus com competições de clubes. Em 2005 e 2016, o Olímpico foi a sede da Taça do Rei de Espanha, com ambas as competições a terminarem da mesma forma. Barcelona e Vic defrontaram-se nas duas finais e, em ambas, levaram a melhor os blaugrana. Em 2005, levantaram o troféu os inevitáveis David Páez e Carlos López.

Guillem Trabal (Benfica) já foi campeão do Mundo de Clubes em Reus

Entre as duas Taças do Rei ali realizadas, o Olímpico recebeu em 2008 a segunda - e, até ver, última - edição do Mundial de Clubes. A prova, que acabaria por não se afirmar, teve a participação de 16 equipas, entre as quais as portuguesas Oliveirense (terminou em quinto) e Óquei de Barcelos (décimo) e a argentina Concepción (oitavo), que agora regressa em busca de um título planetário.

O agora treinador Jordi Garcia (Reus) jogou 20 anos na equipa principal do Reus, capitaneando-a ao título mundial de Clubes

Depois da vitória do Bassano em Luanda (2006), o Reus venceria perante o seu público, batendo o Barcelona na final por 1-0 - golo de "Negro" Páez - com Guillem Trabal na baliza e Jordi Garcia como capitão. Nove anos volvidos, o guarda-redes regressa mas com a camisola do Benfica, enquanto o ex-capitão - com uma carreira de 31 anos nos "rojinegros" - é desde o último defeso o treinador "reusence".

Bilhetes à venda

Entretanto, os bilhetes para a Intercontinental já estão à venda online desde o passado dia 7, com o custo de 10 € para o dia das meias-finais (dando acesso aos dois jogos) e também 10 € para o dia da final (com 1 € de "custos administrativos" por bilhete). Existe ainda um bilhete que dá acesso a toda a competição, com o custo de 15 €, a que acresce 1.50 € de "custos administrativos".

Bilheteira Online

A partir desta quarta-feira, os bilhetes estarão disponíveis - sem os tais "custos administrativos", mas já em número mais reduzido - em bilheteira física, no Olímpico.

Na RTP

A transmissão dos três jogos da Taça Intercontinental será garantida pelo canal catalão Esport3 (cuja emissão online costuma ser "barrada" para fora do estado espanhol), mas a prova captou também o interesse dos canais portugueses.

E, depois de esta época já ter garantido a transmissão da decisão da Taça Continental (conquistada pela Oliveirense), a RTP volta a apostar no Hóquei em Patins e vai transmitir os jogos do Benfica na Intercontinental.

Recorde-se que os encarnados jogam sexta às 19h30 locais (18h30 em Portugal continental) o apuramento para a final e que o jogo de atribuição do título está marcado para as 17h locais de sábado.

Calendário Taça Intercontinental 2017

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade