Notícia

Torra regressa a Portugal

Jan 10, 2018

Em Dezembro, foi avançada a possibilidade de Marc Torra reforçar, a par de Lucas Ordoñez, a Oliveirense. E, se o internacional argentino do Barcelona foi logo no dia seguinte apontado ao Benfica, o internacional espanhol será mesmo reforço da equipa de Oliveira de Azeméis.

Depois de, em 2015/16, ter representado o Benfica, o natural de Tordera não resistiu a uma proposta tentadora financeira e desportivamente e regressará assim a Portugal aos 33 anos depois de duas épocas ao serviço do Reus em que, para já, logrou a conquista de mais uma Liga Europeia.

Na Intercontinental, uma semana antes de vir a público o interesse oliveirense

Ainda na expectativa do que o clube "rojinegro" possa fazer na edição deste ano, Marc Torra garantiu já um lugar na história da modalidade. Depois da conquista de quatro campeonatos do Mundo e dois campeonatos da Europa, Torra conquistou quatro edições consecutivas - as últimas quatro - da Liga Europeia, três delas por equipas diferentes. Depois de vencer em 2014 e 2015 pelo Barcelona, Torra ergueria o troféu em 2016 pelo Benfica e em 2017 pelo Reus. Os triunfos das duas últimas temporadas seriam frente ao mesmo adversário... a Oliveirense.

Ao serviço do Benfica, Marc Torra ganhou Campeonato Nacional e Liga Europeia... esta na final com a Oliveirense

No último ano, Marc Torra e o Reus mediram três vezes forças com a Oliveirense. Em campo neutro, as equipas defrontaram-se em duas decisões, vencendo os catalães na final da Liga Europeia (4-1) e os portugueses na final da Taça Continental (7-4).

Por sortilégio, as duas equipas ficariam esta época no mesmo grupo da Liga Europeia e o Reus já venceu em Oliveira de Azeméis (3-6) e lidera o grupo A com sete pontos. No próximo sábado, há novo embate marcado - de extrema importância para a Oliveirense -, agora na Catalunha, em jogo a contar para a quarta jornada da fase de grupos da mais importante prova europeia de clubes. Caso o Reus vença, garante desde já a presença nos "quartos".

A Liga Europeia conquista pelo Reus foi a quarta consecutiva de Torra, e - de forma inédita - com três equipas diferentes

Na OK Liga, cumprida a primeira volta, o Reus ocupa o terceiro lugar, a seis pontos do líder Liceo e a cinco do Barcelona. Torra já apontou 17 golos, sendo apenas superado na lista de melhores marcadores pelo colega de equipa Raul Marin (22). A equipa "reusence" será um dos cabeças-de-série para a Taça do Rei, que se realiza de 22 a 25 de Fevereiro, aguardando sorteio para saber se defronta Igualada, Lleida, Girona ou o anfitrião Lloret nos quartos-de-final. Em 2017, o Reus foi finalista vencido.

Jepi e Cancela de saída

Depois de um defeso em que apenas se registou a entrada de Jordi Burgaya para o lugar de Bruno Fernandes, a próxima temporada promete mais mexidas em Oliveira de Azeméis.

O final de 2017 foi aziago para a equipa de Tó Neves, com uma derrota para a Liga Europeia e três empates para o Campeonato Nacional, e 2018 começou com a primeira derrota para a mais importante prova nacional, deixando a Oliveirense em quarto, a sete pontos do líder Sporting e apenas três acima do quinto, Óquei de Barcelos. Não estando nada perdido nesta temporada, a próxima começa já a ser preparada com a ambição.

Jepi Selva

Se Marc Torra está para entrar, juntando-se ao portista Jorge Silva, outros nomes fortes são apontados como alvos da equipa de Oliveira de Azeméis, especulando a imprensa propostas a Adroher, Nicolía ou Pedro Henriques (Record) ou Albert Casanovas (O Jogo).

Mas, para que novas "trutas" entrem, algumas têm de sair e, à decisão de João Souto em não continuar, juntar-se-ão as saídas de, pelo menos, Jepi Selva e Pablo Cancela. Os dois jogadores chegaram em 2016 de Itália, sendo que Jepi, agora com 32 anos, representava o Viareggio e Cancela, que completa 30 anos em Março, era jogador do Forte dei Marmi.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade