Notícia

Na primeira metade, só Viana não ganhou

Feb 05, 2018

A 15ª jornada do Campeonato Nacional da I Divisão ficou marcada por vitórias na primeira metade da tabela classificativa. Excepto para a Juventude de Viana.

De visita à casa do líder, Benfica, dificilmente os vianenses poderiam aspirar a pior contexto. A semana de treinos já fora complicada, depois das lesões na última jornada de Francisco Silva e, em particular, de André Azevedo, agora entre cirurgias e a motivar uma emotiva mensagem de alento de companheiros e adversários. Sem juniores para treinar, Renato Garrido - que, por castigo, não se sentou no banco na Luz - ainda vira o goleador de serviço, Emanuel Garcia lesionar-se dois dias antes da partida. O argentino foi titular, mas nem cinco minutos esteve em rinque...

Miguel Rocha marcou por quatro vezes

Em defesa da liderança, o Benfica teria bem presente o facto da Juventude de Viana ter sido a única equipa a lograr pontos na Luz na pretérita temporada, e entrou pressionante. Desperdiçou cedo uma grande penalidade, mas, aos cinco minutos, Diogo Rafael inaugurou o marcador.

Mesmo em desvantagem, os vianenses tentaram resistir. Aguentariam 10 minutos... Então, Nicolia não conseguiu transformar em golo de livre directo, mas assinaria o 2-0 um minuto depois. E, no espaço de pouco mais de minuto e meio, o resultado disparava para 5-0, com os encarnados a demonstrarem extrema eficácia nas transições rápidas para o ataque, destroçando uma Juventude de Viana claramente abatida.

Edo Bosch orientou a equipa na ausência de Renato Garrido

Ainda com mais de metade da primeira parte para jogar, o jogo estava decidido. Na rotação, Miguel Rocha teve minutos e não enjeitou a oportunidade. Fechou as contas da primeira parte em 6-0, apontou mais dois golos nos cinco minutos após o reatamento e selou a partida, já no último minuto com o 11-2. Pelo meio, já com Paulo Matos na baliza a render Jorge Correia, Adroher fez o segundo da sua conta pessoal e João Rodrigues o seu terceiro. Os dois atacantes passam a somar os mesmos 21 golos, sendo os mais profícuos dos encarnados. Nelson Pereira e Tó Silva assinaram os golos dos vianenses.

Com três golos, João Rodrigues igualou Adroher como melhor marcador dos encarnados

No final, as ausências nos vianenses marcaram a análise ao jogo. Edo Bosch, que orientou a equipa na ausência de Renato Garrido (esteve na bancada), lamentou em particular o infortúnio de André Azevedo, a que Pedro Nunes não ficou indiferente. No entanto, o técnico encarnado não deixou de valorizar a exibição da sua equipa, sublinhando que, mesmo com ausências, a Juventude de Viana não é uma equipa qualquer.

Os onze golos do Benfica impressionam, mas tiveram paralelo nas vitórias de Sporting e Oliveirense. Os leões venceram o Grândola por 11-4, com um "poker" de Vítor Hugo num jogo em que apenas Toni Perez não marcou, enquanto a equipa de Oliveirense "virou" os últimos maus resultados e bateu o Infante por 11-2. Pablo Cancela destacou-se ao marcar por três vezes, numa partida em que Jordi Bargalló - que começou o jogo como melhor marcador da equipa - ficou em branco.

Na corrida ao título, o Porto não marcou tantos, mas terminaria sem sofrer qualquer jogo. Os dragões venceram o Tomar por 5-0, com um bis de Alvarinho, e continuam um ponto atrás do Benfica e um à frente do Sporting.

Óquei de Barcelos aproveitou o desaire da Juventude de Viana para ascender ao sexto lugar.

Ainda na primeira metade da tabela há a registar as vitórias de Valongo e Óquei de Barcelos. O Valongo segurou o quinto lugar com a única vitória fora-de-portas da jornada, vencendo em Braga por 2-4, sendo inglório o bis de Pedro Delgado pelos bracarenses. O Barcelos voltou às vitórias depois de três jogos sem vencer ao derrotar o Valença por 4-2, e passou a Juventude de Viana na classificação, subindo ao sexto lugar.

O Campeonato Nacional regressa, a meio gás por força das competições europeias, a 17 de Fevereiro. Antes, no próximo fim-de-semana, há 16-avos-de-final da Taça de Portugal, disputando-se a primeira ronda com equipas da I Divisão.

O pólo de maior interesse será a partida do Dragão Caixa, entre o Porto e a Oliveirense, com os pupilos de Tó Neves a terem oportunidade de mostrar que o mau momento estará definitivamente ultrapassado.

15ª Jornada

Sporting CP 11-4 HCP Grândola

SL Benfica 11-2 A Juv. Viana

UD Oliveirense 11-2 C Infante Sagres

HC Braga 2-4 AD Valongo

FC Porto 5-0 SC Tomar

CD Paço de Arcos 5-3 HC Turquel

OC Barcelos 4-2 Valença HC

Classificação

Zona da Liga Europeia

1º SL Benfica, 41 pontos

2º Sporting CP, 40

3º FC Porto, 39

4º UD Oliveirense, 30

Zona da Taça CERS

5º AD Valongo, 28

6º OC Barcelos, 26

7º A Juv. Viana, 24

8º SC Tomar, 18

9º Valença HC, 13

Zona de manutenção

10º HC Turquel, 12

11º CD Paço de Arcos, 11

Zona de despromoção

12º HC Braga, 8

13º C Infante Sagres, 7

14º HCP Grândola, 3

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade