Notícia

Com o futuro em aberto

Feb 19, 2018

Foto de capa: Michele Brunello

Diogo Neves tem estado em destaque no Bassano e um jornal local anunciou a renovação por mais duas temporadas... mas tal, pelo menos para já, não é verdade.

O contrato que ligava Diogo Neves ao Benfica "expirou" a 31 de Dezembro e o jogador que cedo começou a destacar-se nas camadas formativas do Sporting está neste momento livre para decidir o seu futuro. Ao que foi possível apurar, e apesar do regresso às águias estar posto de parte na próxima temporada, haverá uma proposta encarnada para novo vínculo. A mesma tem estado em discussão entre as partes, mas ainda não há acordo.

A continuidade no Bassano não está posta de parte, mas um projecto mais ambicioso não será certamente descartado.

Campeão do Mundo de Sub-20 em 2013, Diogo Neves assinou contrato profissional com o Benfica e, depois da conquista de dois Campeonatos Nacionais de Sub-20 e do Campeonato Nacional da III Divisão, iniciou um périplo pelos principais campeonatos de Hóquei em Patins do Mundo. Esteve no Campeonato Nacional da I Divisão, com o Paço de Arcos em 2014/15, na OK Liga espanhola, com o SHUM (2015/16) e está desde 2016 na Legahockey italiana, ao serviço do Bassano.

Sem o investimento ou as aspirações de outras épocas, os "gialorossi" têm realizado campeonatos tranquilos. Diogo Neves é uma das figuras maiores, a par de Marc Julià - sobre quem foi anunciado um contrato até 2021 -, e no campeonato já soma 16 golos em 22 jornadas, estando perto do registo da última temporada (20 golos em 26 jornadas). Dos 75 golos apontados pelo Bassano, 53 são de Julià e Neves, merecendo ainda destaque na equipa o veterano Michele Panizza e o jovem Nicolas Barbieri.

Esta temporada, o Bassano segue em sexto, dois pontos atrás do Valdagno (5º) e três do Viareggio (4º), mas um acima do Follonica, equipa que carimbou agora a passagem aos quartos-de-final da Liga Europeia.

No próximo fim-de-semana, o Bassano disputa a Coppa Italia. Em formato de Final Eight, os "bassanese" defrontam nos "quartos" o Valdagno e aspiram a melhorar o brilharete de 2017, quando só "caíram" na final.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade