Reportagem

López e os reforços

Sep 06, 2014

Após o capitão Valter Neves ter revelado as suas expectativas durante a apresentação oficial, foi a vez de Carlos López ser o porta-voz das expectativas encarnadas.

Para o atacante argentino, no Benfica não há meias-medidas. “É sempre ganhar tudo”, afirmou determinado. Mas o percurso não é fácil. “Estamos a trabalhar e vamos trabalhar para isso. Há que trabalhar e tentar atingir os objectivos e o primeiro é agora a Supertaça”, relembrou em alusão à partida de 27 de Setembro com o Valongo, que espera vencer. “O Valongo é o actual campeão e há que respeitá-lo ao máximo mas acho que o Benfica tem equipa para poder ganhar a Supertaça”, opinou.

Carlos López

López vai ter esta época na Luz a companhia de mais um internacional argentino, um homónimo ‘Carlitos’, Carlos Nicolía. E não tem dúvidas de que é um excelente reforço. ”É um grandíssimo jogador. De certeza que os benfiquistas vão ficar apaixonados por ele, pela sua forma de jogar. Vai ajudar-nos muito, sobretudo no ataque”, confidenciou. “Nós, avançados que já cá estávamos, vamos marcar mais golos graças a ele”, assegurou.

No sorteio da Liga Europeia deste sábado, pode calhar em sorte o Barcelona, equipa que Carlos López representou e por quem tem um carinho especial. ”Sabem bem que gosto muito do ‘Barça’ mas é o último campeão…”, lembrou, sem perder a ambição. “Seja qual for o adversário, estamos preparados. Nós também somos favoritos para ganhar a Liga Europeia”, afirmou em tomada de posição. ”Com os reforços acho que ficámos mais fortes”, sublinhou.

A equipa principal do Benfica, versão 2014/15

Tiago Rafael regressa

Depois de duas épocas no Candelária e uma no Turquel, o regresso de Tiago Rafael ao Benfica não podia estar a correr de melhor maneira. “Sinto-me muito bem. Fui muito bem recebido pela secção e estou orgulhoso de representar novamente o Benfica”, frisou.

De novo ao lado do irmão, Diogo Rafael, Tiago desvaloriza a relação familiar dentro do rinque. “Jogar no Benfica já é especial. Jogando com o meu irmão ainda se torna mais mas tanto eu como ele temos de saber separar a questão familiar da questão profissional. Torna efectivamente muito especial pelo valor que ele tem. Quero aprender também com ele e enriquecer as minhas qualidades”, desejou com humildade.

Um mago para encantar

O argentino Carlos Nicolía chega à Luz com as expectativas muito altas. Tido como um dos melhores executantes do Mundo, o ex-Valdagno vem para vencer. “Jogar no Benfica é ter de atingir todos os objectivos do clube, tentar fazer o melhor possível em todas as provas”, salientou. “E agora é treinar para estar bem para dia 27”, disse, lembrando o compromisso da Supertaça.

Tido como um mago com o stick, Nicolía desvaloriza em prol do grupo. “As minhas características são essas mas creio que para ganhar fazem falta outras coisas mais sérias. Espero poder divertir as pessoas mas sobretudo ganhar títulos como equipa para o Benfica”, destacou.

Carlos Nicolía

A comparação com outro mago argentino, Panchito, acaba por ser inevitável por ainda estar bem presente na memória dos adeptos encarnados. “Foi o meu ídolo. Em criança via todos os vídeos que podia para poder copiá-lo e estar aqui, sabendo que ele esteve aqui, é para mim uma alegria muito grande”, confessou. “Ele era único e eu só tento dar o meu melhor em cada dia para fazer em cada jogo mais qualquer coisa, para chegar a um título ou ganhar uma partida, porque todas são importantes”, garantiu.

Os companheiros de selecção Estebán Abalos e Carlos López estão a ser fundamentais na adaptação. “Acredito que a adaptação vai ser muito fácil porque encontrei um grupo que me abriu a porta desde o primeiro instante, a mim e à minha família, jogadores que são grandes pessoas. Mas ter o Tuco e o Carlos aqui, torna tudo muito mais fácil”, reconheceu.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade