Notícia

Outro leão ruge...

Jun 01, 2018

Há um Sporting na luta pelo título nacional, mas há outro a trilhar uma excelente temporada na I Divisão.

Em 2014 caiu na II Divisão.

Em 2015 esteve muito perto do regresso à I Divisão, falhando apenas na "poule" de promoção, frente ao Braga.

Em 2016 regressou ao convívio dos grandes, como Campeão Nacional da II Divisão.

Em 2017 terminaria em nono, mas, por força da exclusão do Riba d'Ave, desceu a 10º.

E, em 2018 pode terminar em quinto, com os mesmos pontos do quarto.

A afirmação do Sporting Clube de Tomar tem-se feito passo a passo e os nabantinos vão terminar esta edição melhor classificados do que na temporada passada. Sendo verdade que os nabantinos até ainda podem cair para oitavo, logrando de qualquer forma o apuramento para a Taça CERS e, pela primeira vez, o convite para a Elite Cup, também é verdade, embora complicado, que podem subir ao quinto lugar.

Para alcançar essa histórica classificação, o Tomar terá de vencer na recepção ao Barcelos e na deslocação a Paço de Arcos e esperar que o Valongo perca em Turquel e em Valença. Complicado, mas não impossível. E, já que estamos no plano teórico, o quinto lugar dos nabantinos até pode acontecer com os mesmos pontos do quarto, se às derrotas do Valongo se juntarem também derrotas da Oliveirense, quer em Valença, quer na recepção ao Sporting no cair do pano sobre o Campeonato.

Tomar ainda só perdeu com Sporting, Porto, Benfica, Oliveirense, Valongo - os cinco primeiros - e Juventude de Viana.

Com 24 jornadas cumpridas, o Tomar já somou 12 vitórias, contra oito alcançadas nas 26 jornadas da edição anterior do principal campeonato português (considerando os jogos, depois excluídos, com o Riba d'Ave). Juntam-se aos triunfos três empates e nove derrotas, com um saldo positivo, ainda que pela margem mínima, de 80 golos marcados e 79 sofridos.

Hernâni Diniz é o melhor marcador dos nabantinos no campeonato, com 19 golos

No entanto, o campeonato do Tomar teve uma "falsa" partida. Só na quarta jornada é que os leões somaram pontos, ao vencer o Infante Sagres. As derrotas com Benfica, Porto e Sporting podem ser vistas como "normais", mas obrigaram o Tomar a ter de lidar em termos anímicos com uma posição ingrata na tabela classificativa.

Agora, passado quase todo um campeonato, a equipa capitaneada por Ivo Silva está na sua melhor série de resultados, com vitórias nas últimas quatro partidas e a piscar o olho ao quinto lugar.

Para lá do Campeonato

Não se esgota no "Melhor Campeonato do Mundo" a afirmação nabantina.

Às ordens de Nuno Domingues, que estará de saída no final da temporada (perfilando-se Jorge Godinho como sucessor), o Tomar chegou na pretérita temporada à Final Four da Taça de Portugal, disputando a final com o Porto (vitória dos dragões por 5-1). A presença na final da prova rainha valeu também o passaporte para a Supertaça António Livramento, já no arranque desta época. Nova derrota (3-7), com um Porto a monopolizar a conquista de títulos, não feriu a equipa.

O Tomar perdera o lugar europeu pela exclusão do Riba d'Ave, mas voltou à órbita das competições extra-muros em virtude do Valongo ter abdicado. Não entrou da melhor maneira na Taça CERS, ao empatar com o Mèrignac, em Tomar, por 4-4. Mas seria categórico em França, vencendo por 1-6.

Seguiu-se o italiano Valdagno. O Tomar voltou a marcar seis golos fora de casa, mas não foi além do empate, no entanto promissor com a segunda mão perante o público português. Registar-se-ia um nulo e a decisão só aconteceria nas grandes penalidades, vencendo a equipa portuguesa por 3-1.

O Sporting de Tomar ficava às portas da Final Four europeia e já havia perspectivas de se organizar essa fase decisiva à beira do Nabão. Mas uma derrota em Lleida, por 4-2, no palco onde a equipa catalã, poucas semanas depois, venceria a prova, comprometeu as aspirações. O empate da segunda mão em Tomar (4-4) foi insuficiente e a equipa verde-e-branca caía assim nos quartos-de-final.

Independentemente das contas do Campeonato Nacional, a época do Tomar não se esgota com a 26ª e última jornada do Campeonato. A equipa está novamente na Final Four da Taça de Portugal, que este ano se realiza... em Tomar.

Defronta o Valongo, na perspectiva de reeditar a final do ano passado, com o Porto (que defronta na outra meia-final o Riba d'Ave). A Final Four está agendada para 16 e 17 de Junho.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade