Notícia

Sem principal patrocinador, Lleida pode abdicar da Europa

Jun 08, 2018

Fotos: Isaac Navarra, para HóqueiPT

O Lleida, vencedor da última edição da Taça CERS anunciou esta semana a não renovação com o principal patrocinador do clube, o grupo ICG Software.

A ligação já se estendia há seis anos (o dobro do tempo previsto pelo ICG para patrocínios) e o presidente do Lleida, Enric Duch, não teve senão palavras de agradecimento para aquela empresa, que permitiu à equipa dar um salto qualitativo. A parceria culminou na melhor temporada da história do clube, com o quinto lugar na OK Liga e a conquista da Taça CERS.

Agora, sem o apoio do ICG, que representava um terço do orçamento, Duch deixou um aviso. Caso não surja outro patrocinador forte, o Lleida terá de abdicar de alguma coisa para honrar os seus compromissos. E, como primeira opção, está a participação europeia na CERS, abdicando assim da defesa do título.

A não participação na CERS

A não participação na Taça CERS terá um impacto meramente desportivo, e o presidente já afirmou que, caso algum jogador considere a participação na prova como fundamental, tem a porta aberta para ingressar noutro projecto.

Os clubes participantes na Taça CERS (como na Liga Europeia) são indicados pelas federações. Se o Lleida expressar à federação do país vizinho a sua decisão de não participar, não haverá qualquer consequência para o clube, à semelhança do que tem sucedido com o Valongo nas últimas temporadas. Espanha tem direito a cinco vagas na segunda mais importante prova de clubes e a federação terá a opção de indicar outra equipa para o lugar do Lleida, perfilando-se o Vendrell, que terminou em 10º mas em igualdade pontual com o 8º, como escolha natural.

A Continental, um direito... obrigatório?

"Se não há dinheiro, não participaremos [na Taça CERS] e também não iremos à Taça Continental, que se joga em Setembro", declarou em conferência de imprensa Enric Duch, determinado em cumprir as obrigações salariais. A participação na Continental implica a inscrição (750 euros da equipa, cinco por jogador e 10 por elemento da equipa técnica), bem como os custos de viagem, refeições e estadia dos seus representantes.

No entanto, abdicar do suposto "direito" à participação na renovada Taça Continental não é assim tão simples...

O CERS-RH dá 15 de Agosto como data limite para a confirmação da participação na Taça Continental, que se realiza a 29 e 30 de Setembro. Caso a presença não seja confirmada, considera-se que o clube renunciou. E as sanções previstas são pesadas: suspensão de dois anos da participação em qualquer competição europeia de clubes e pagamento à CERS de uma multa de dez mil euros.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade