Notícia

Francisco Veludo em Itália

Jun 12, 2018

Ao que tudo indica, o guarda-redes Francisco Veludo irá representar na próxima temporada o Amatori Vercelli, na Legahockey, principal campeonato italiano. Depois de garantida a manutenção do Braga, o guardião já terá tudo certo para partir para uma primeira aventura além-fronteiras.

Dos escalões de formação do Sintra, Veludo representou Oeiras e Tigres antes de rumar ao Minho em 2015.

"Xico" representou a Juventude de Viana e, no ano seguinte, depois de um defeso atribulado, reforçou o Braga, então na II Divisão, sendo determinante no regresso dos bracarenses ao escalão maior com um registo sem qualquer derrota. Esta época voltou a ser dono da baliza da equipa da cidade dos arcebispos, que viria a garantir a manutenção na última jornada.

Aos 28 anos, Francisco Veludo é internacional angolano, tendo estado nos Mundiais de 2015 e 2017 com exibições amplamente elogiadas. Em 2015, ficou na retina a exibição frente à Espanha, então campeã do Mundo e obrigada ao desempate por grandes penalidades para levar Angola de vencida. Em 2017, depois de um "passeio" na primeira fase da Taça FIRS, Angola seria eliminada nos "quartos" do Campeonato do Mundo pela Argentina... no prolongamento. E terminaria num excelente quinto lugar.

O regresso... sem sobressaltos?

Em Itália, Veludo vai reforçar um histórico, vencedor de duas Taças CERS (1983 e 1988) e três "scudettos" em quatro anos (1983, 1984 e 1986), mas arredado dos principais palcos há vários anos... por motivos desportivos e não só.

O Amatori Vercelli, por onde passaram Martinazzo, Marzella, Crudeli ou os irmãos Mariotti, desceu em 2001, mas garantiu a subida no ano seguinte. No entanto, renunciou, sendo obrigado a recomeçar a caminhada na divisão mais baixa. Em 2005, fundiu-se com Seregno e entrou na Série A1 - a principal -, mas voltaria a renunciar ao lugar que era seu em 2006. Nova descida até ao fundo, nova escalada até acima, completa em 2011. Mas problemas na formalização da inscrição fizeram o clube "gialloverde" continuar na Série A2.

Agora, o regresso parece consumar-se definitivamente, para lá das complicações burocráticas.

Um português ao leme

Também ainda sem confirmação oficial, Sérgio Silva deverá assumir o comando técnico do Vercelli. O treinador obreiro da subida, Pino Marzella, está de saída e a escolha deverá recair sobre o português, ex-treinador do Pieve 010, de 44 anos.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade