Notícia

«Para mim é fácil, eles é que jogam com atletas de 30, 33 anos...»

Jun 26, 2018

A equipa "B" do Benfica sagrou-se no passado sábado Campeão Nacional da II Divisão, entregando ao clube um título inédito na história secular da secção.

O técnico Hugo Lourenço ("Caleta") é o rosto do sucesso de uma equipa formada por jogadores Sub-17 e Sub-20 e é aos seus pupilos que o técnico de 36 anos atribui a conquista.

Depois de três temporadas à frente dos Sub-17 do Benfica, com algumas derrotas amargas a custarem a consagração no escalão, Hugo Lourenço iniciou a temporada de 2016/17 como adjunto de Jorge Godinho nos Sub-20 e equipa "B". Mas não ficaria muito tempo no lugar de "fiel escudeiro"...

Em Dezembro de 2016, Godinho rumou ao Paço de Arcos e Caleta herdou duas equipas. Ou uma equipa em duas frentes... Tal marcaria o virar do que parecia ser uma sina maldita...

O Benfica terminou a primeira fase desse Nacional em segundo, com três derrotas, mas, curiosamente, o melhor ataque e melhor defesa da Zona Sul. Na fase final, Hugo, a quem muitos já agoiravam sucesso como treinador ainda era jogador, fez da defesa a sua principal valência sofrendo apenas 32 golos e sendo apenas o terceiro melhor ataque, a distantes 24 golos do profícuo ataque da Sanjoanense.

Mas os últimos quatro desses 32 golos consentidos quase deitavam tudo a perder. À entrada para a última jornada, o Benfica só precisava de um empate, na Luz, frente ao quinto classificado entre oito equipas, o Óquei de Barcelos.

Os encarnados começaram a ganhar, mas os barcelenses viravam para 1-4. Novamente o "pé frio" de Hugo Lourenço? Não desta vez. Os encarnados empataram a quatro e terminaram a fase final sem derrotas, em igualdade pontual com o Sporting (mas vantagem no confronto directo), conquistando o título nacional.

Na equipa "B", Caleta conduziu os seus jogadores ao terceiro lugar na Zona Sul da II Divisão, em igualdade pontual com o segundo, mostrando o potencial dos seus atletas. Este ano, faria ainda melhor...

A vitória por 9-5 frente ao Riba d'Ave, depois de uma igualdade a quatro no Minho, foi o corolário de uma extraordinária campanha, com os jovens jogadores da Luz a não se intimidarem com os mais velhos ou com a fama de Hóquei mais duro da divisão secundária.

Um título conquistado, outro em mira

Findo o Nacional da II Divisão, Hugo Lourenço e os seus jogadores podem focar-se totalmente na revalidação do título de Sub-20.

Depois de uma primeira fase com 10 vitórias em outros tantos jogos e uns impressionantes 99 golos marcados na Zona D [a Sanjoanense, segunda mais concretizadora, apontou 75 na Zona B], o Benfica voltou a entrar a todo o gás na fase final, vencendo as seis primeiras partidas.

Em 2017, Benfica e Sporting terminaram a fase final do Nacional de Sub-20 com os mesmos pontos

No entanto, quiçá com as atenções divididas com a disputa do título da II Divisão, os encarnados somaram duas derrotas, com Sanjonense (5-6) e Física (4-1), que lhes custaria a liderança e que relançou a discussão sobre a sucessão aos encarnados.

O Benfica é actualmente segundo, com 18 pontos, a um do Valongo, mas com menos um jogo, e recebe esta noite, na Luz, a partir das 21h30, o Sporting, em jogo antecipado da 10ª jornada.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade