Notícia

Cerceda e Sporting na final do Eurocidade

Sep 13, 2014

O Cerceda e o Sporting são os finalistas do 1º Torneio Eurocidade, depois de derrotarem respectivamente Barcelos e Valença nas meias-finais.

Os galegos do Cerceda entraram bem na partida frente ao Barcelos e antes de estarem completados quatro minutos adiantaram-se por Juan Fariza. Num jogo que teve muitas faltas - e também momentos de alguma agressividade -, Miguel Vieira teve possibilidade de restabelecer a igualdade de livre directo a cinco minutos do intervalo mas permitiu a defesa a Willy Dominguez. Estava dado o mote para uma noite inspirada do ex-guarda-redes de Oliveirense e Juventude de Viana, que defenderia seis bolas paradas e desequilibraria a contenda. Ainda assim, Pedro Mendes fez o empate antes das equipas recolherem aos balneários.

Willy Dominguez negou seis bolas paradas

No arranque da etapa complementar, quer Cerceda – por Peli – quer Barcelos – por Zé Pedro –perderam da marca de livre directo a oportunidade de se adiantarem e seriam os dois jogadores mais cotados da equipa da OK Liga a dar o necessário passo em frente. Aos sete minutos, e em menos de 15 segundos, Joan Grasas e Payero bateram João Pereira (a jogar a segunda parte depois de Ricardo Silva ter sido o dono da baliza na primeira) fizeram o resultado disparar para 1-3.

Os barcelenses procuraram reduzir mas quatro bolas paradas não aproveitadas penalizaram a equipa de Paulo Freitas. Miguel Vieira logrou encurtar a distância mas o veterano Martin Payero não desperdiçou o livre directo de que dispôs e fixou o resultado final em 2-4.

O veterano Martin Payero não perdoou e fez o 2-4 final

Bekas salta do banco para decidir

Na segunda meia-final, que serviu de apresentação da equipa do Valença aos seus associados e adeptos, o Sporting venceu o anfitrião por 0-4, num resultado construído apenas na segunda parte.

A primeira parte, com muito equilíbrio, não teve golos. Nem mexidas do lado do Sporting, com Nuno Lopes a apostar num bloco com André Pimenta, Carlitos e João Pinto, com André Moreira a actuar como vértice ofensivo.

Com Poka ainda a recuperar da intervenção cirúrgica ao olho e Tiago Losna a contas com uma contractura muscular, foi mesmo André Moreira a adiantar os leões. Estavam decorridos três minutos na segunda parte. O Valença procurou empatar mas a equipa verde-e-branca fechava-se bem.

Pedro Conde ensaia o remate; faltou eficácia ao Valença

Perto do meio da segunda parte, Pedro Delgado (“Bekas”) saltou do banco para dar maior acutilância ofensiva e o melhor marcador da II Divisão na temporada que findou não desiludiu. Pouco depois de entrar, e no espaço de 14 segundos, ampliou a vantagem para três golos, dando tranquilidade ao Sporting.

Depois de alguns minutos a recuperar do choque de dois golos em curto espaço de tempo, o Valença reagiu e teve momentos de forte pressão sobre o cinco leonino. No entanto, faltou sempre eficácia aos pupilos de Paulo Morais, que também se ressentiram da ausência do lesionado Hélder Martins, e viram João Pinto, por quem passa toda a manobra ofensiva dos verde-e-brancos, selar o resultado em 0-4 ainda com cerca de onze minutos para jogar.

Paulo Morais usou todos os jogadores, merecendo destaque a entrada de Cristiano Viães, um jovem jogador de apenas 16 anos que desponta em Valença.

Bekas, em missão defensiva atrás de Diogo Sá, entrou para bisar

A decisão

Este sábado, a final entre Cerceda e Sporting terá lugar às 22h, com Barcelos e Valença a discutirem a partir das 20h30 os terceiro e quarto lugares. Antes, a partir das 15h, o clube valenciano mostra o que tem sido feito a nível de formação com um jogo de escolares frente ao Ancorense e um jogo de juniores – agendado para as 16h - com a equipa espanhola do Traviesas.

Jogos relacionados

OC Barcelos, SAD
2 : 4
12 Set 20h30
CP Cerceda
Valença HC
0 : 4
12 Set 22h00
Sporting CP

Provas relacionadas

Torneio Eurocidade
Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade