Notícia

Monza agarra oportunidade e vai jogar Liga Europeia

Aug 26, 2018

O Monza vai ocupar a vaga inglesa na Liga Europeia.

Confirmado o abdicar – recorrente nas últimas épocas - do campeão inglês, a Itália pôde indicar uma quarta equipa para a Liga Europeia, a competição máxima de clubes da Europa e do Mundo.

Com Lodi, Follonica (em virtude da conquista da Coppa Italia) e Forte a garantirem desde logo um lugar entre os maiores do Velho Continente, repetindo a presença da pretérita temporada, não foi fácil encontrar uma quarta equipa disposta aos encargos e responsabilidade da Liga Europeia.

Pese o investimento no reforço das suas equipas, o Breganze, o Viareggio de Reinaldo Ventura e Jepi Selva (ex-Oliveirense) e o Valdagno de Guillem Trabal (ex-Benfica) e André Centeno (ex-Paço de Arcos) declinaram o convite da federação italiana, proporcionando ao Monza a análise do convite.

A equipa terminara a fase regular da última Legahockey em oitavo, garantindo “in extremis” um lugar nos play-off. Apesar do contributo de Pedro Batista, o Monza cairia nos “quartos” frente ao Lodi, que se viria a sagrar campeão.

Orientado por Tommaso Colamaria e com uma aposta clara em jovens jogadores, reforçada para esta temporada com a aquisição de Pol Franci (21 anos), Davide Nadini (19) e do guarda-redes Lorenzo Uboldi (19), o Monza aceitou o convite para a Liga Europeia após conversações com patrocinadores e assegura desde logo seis jogos na fase de grupos e a visita de um gigante português e outro espanhol.

O sorteio das competições europeias 2018/19 é no próximo dia 1 de Setembro, em Correggio.

O Hockey Club, o Roller e o Hockey Roller Club

A história do Hockey Roller Club de Monza remonta apenas a 2013, ano em que o Hockey Monza e Brianza, fundado em 2007, foi refundado. Não há, assim, muito para contar. No seu primeiro ano falhou a promoção a série A1 no playoff de subida, mas garantiria a presença no principal campeonato logo no ano seguinte, consolidando, sem loucuras e sempre apostando em jovens talentos, o seu lugar.

Mas, ao contrário da história do Hockey Roller Club, a história do Hóquei em Patins em Monza é rica.

Fundado em 1933, o Hockey Club Monza foi uma das primeiras grandes equipas em Itália, chegando inclusivamente a conquistar um Torneio de Montreux, em 1946. Em 1951 conquistaria o primeiro dos seus sete títulos de campeão, todos conseguidos até 1968.

Na recta final deste período profícuo, o Hockey Club foi finalista nas duas primeiras edições da Liga Europeia, em 1966 e 1967, perdendo ambas para o então dominador Reus. Voltaria a uma final europeia em 1982, perdendo então a Taça CERS para o Liceo, conquistando – enfim – um título europeu em 1989, ao bater o Igualada na final da Taça CERS.

Foi o canto de cisne do Hockey Club. Paralelamente surgia o Roller Monza e, dois anos após a conquista europeia, o Hockey Club caía na série A2 para não mais se recompor. Em 1997, trocou as rodas para o Hóquei em Linha.

O Roller Monza surgiu em 1980 e deu os primeiros passos na sombra do Hockey Club. Mas um forte investimento no final da década de 1980 – que garantiria, por exemplo, os irmãos Jose Luis e David Paez – mudou o protagonismo.

Entre 1989 e 1996, o Roller conquistou quatro “scudettos”, uma Coppa Italia e três extintas Taças das Taças, em 1989, 1992 e 1995 e foi finalista da então Taça dos Campeões Europeus em 1991, perdendo para o Óquei de Barcelos numa empolgante final decidida em prolongamento após um empate a quatro na primeira mão e a três na segunda.

Em 1996, o Roller, depois de mais um título de campeão, fechou portas.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade