A opinião de Carlos Dantas

Desequilibradores reforçam Campeonato Nacional

Sep 26, 2014
Carlos Dantas

Na véspera da disputa da Supertaça, o primeiro troféu oficial da época (referente à época passada), o HóqueiPT dá a palavra a Carlos Dantas sobre os grandes reforços do campeonato, destacando dois jogadores que conhece bem.

Carlos Nicolía é um dos poucos jogadores que desequilibram. Já disse tudo ao Pedro Nunes sobre o Nicolía, não é preciso dizer mais nada. De certo modo, se lhe tirarem alguma criatividade, como se tirarem ao Carlos Lopez, é evidente que o jogador não rende aquilo que pode. Tem de se deixar criar, mas com baias. Do tipo “vamos fazer… mas não exageremos”. Transformar o Nicolía num jogador igual ao João Rodrigues, que é tipicamente um jogador de equipa, é impossível. Não se tira rendimento nenhum.

Carlos Nicolía

Mas não sei se o Benfica foi a equipa que melhor se reforçou... Reforçou-se com um elemento que faz falta, que é o tal elemento que vai desequilibrar. Se ele estiver ao nível que esteve nos últimos anos, certamente vai desequilibrar. O Nicolía aqui tem uma pequena desvantagem. Vem habituado a um campeonato fácil. O hóquei italiano não é tão ríspido, no sentido de aqui as marcações serem mais agressivas. O hóquei italiano tem algumas deficiências e o Nicolía dá-se bem tirando partindo dessas deficiências individuais. Podia ter um ou dois jogos difíceis, o resto era para marcar seis ou sete golos. Na defesa, tem de se habituar à defesa individual. Em Itália jogava assim mas era um pouco comodista,um bocadinho “estão lá os outros três”…

No ataque é um jogador de entrar de trás e, se marcarem alto, tem de vir mais atrás. Porque não é um jogador de espaços curtos, de infiltrações. Tem técnica para tirar um jogador do caminho mas tem de embalar sempre e ganhar velocidade. Não é um jogador de arranque curto e rápido. É tipo o Caio, mas do lado direito.

O Caio é o melhor jogador em Portugal em situação de técnica individual.

Mas o Nicolía é só uma das contratações do ano. O Martin [Montivero, reforço da Oliveirense] também é um jogador desse tipo se estiver motivado. Não é tão esperto como o Nicolía, no sentido de tirar partido daquilo de que os adversários estão à espera. O Nicolía é um misto entre o Diogo Rafael e o Caio. Tem técnica parecida com a do Caio, embora seja destro e o Caio esquerdino. O Caio é o melhor jogador em Portugal em situação técnica individual. O Nicolía será um jogador desse tipo. Mas em termos de visão tem muito mais visão do que o Caio. Tem uma visão periférica em que até as orelhas vêem, como o Diogo Rafael. Ele descobre o jogador para lhe dar a bola e finalizar. Muitas vezes começa e acaba, mas pode ser para a finalização do colega, que só tem de empurrar.

Martin Montivero fracturou um dedo no Torneio Dr. Joaquim Guerra e pode falhar o arranque do Nacional da I Divisão.

A integração do Martin depende muito dos jogadores espanhóis. Nos dois da frente não acredito muito. Não são jogadores para acompanhar o Martin. O Gonçalo [Alves] e o Tó [Silva] jogam mais entre si. Se o Tó quisesse - mas é preciso que ele queira - faziam uma grande dupla. É que se o Tó quiser, é suficientemente esperto para ajudar muito o Martin. E é preciso o Martin estar motivado, porque tem épocas em que passa ao lado...

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade