Notícia

Benfica e Stuart perseguem ‘la Copa Europea’

Nov 10, 2018

Benfica e Stuart iniciam este sábado a sua participação na Liga Europeia Feminina. A prova é europeia, mas o domínio é claramente espanhol.

Em 12 edições realizadas, 11 foram ganhas por equipas espanholas - cinco por Voltregá, cinco por Gijón e uma pelo Alcorcón – sendo a única excepção o título do Benfica em 2015. De resto, em 12 finais disputadas desde que a prova começou em 2006, apenas quatro não foram exclusivamente espanholas e a final de 2015 foi a única da história sem qualquer equipa do país vizinho.

Benfica tenta intrometer-se – outra vez – no domínio espanhol

Na última temporada, Benfica e Stuart chegaram à Final Four, que seria disputada no pavilhão da Luz. Mas esta temporada, no melhor cenário, apenas uma poderá estar na decisão a quatro, dado que o sorteio definiu que, caso passem esta pré-eliminatória, se encontrem no quartos-de-final.

O Benfica tem pela frente, com claro favoritismo das encarnadas, as francesas do Coutras. As gaulesas fazem parte da história da secção encarnada ao terem sido as finalistas do título de 2015, mas desta feita a passagem das encarnadas deverá ser uma formalidade.

Em 2017/18, a Stuart só caiu nas “meias” e frente às futuras campeãs

Já a Stuart não foi bafejada pela sorte. Para chegar aos quartos-de-final, as portuguesas têm de passar nada menos que o histórico Voltregà. As azuis-e-brancas não estão no melhor momento da sua história, mas contam com valores como a argentina Adriana Gutierrez ou a espanhola Berta Tarrida. No entanto, não tem nas suas fileiras nenhuma das recém-coroadas campeãs europeias…

Nesta primeira mão, as duas equipas portuguesas jogam fora, recebendo na segunda mão, a 1 de Dezembro, as suas adversárias.

Por outras três vagas na Final Four

Para as outras três vagas na Final Four, há dois lugares que estão praticamente assegurados.

O adversário de Benfica, Coutras, Stuart ou Voltregà será certamente o Iserlohn. A equipa alemã do catalão Quim Puigvert já deixou excelente imagem na campanha da última temporada – empataram em Voltregà, por exemplo – e têm no seu caminho as gaulesas do Merignàc e, já à espera nos “quartos”, as as suíças do Montreu, isentas por sorteio nesta pré-eliminatória.

Quem também tem um patim na Final Four é o Palau Plegamans. As catalãs terão de passar o Nantes e depois Vordemwald ou Noisy, mas nenhuma destas deverá representar dificuldades de maior.

Diez e Casarramona procuram revalidar o título… pelo Manlleu

Já para a quarta vaga, haverá disputa a sério.

O Gijón, campeão europeu, já espera nos quartos-de-final o Manlleu, que ainda tem de ultrapassar o Bison-Calemberg, numa tarefa quase administrativa. As duas equipas são das mais fortes da actualidade e o Manlleu conta agora nas suas fileiras com Maria Diez e Anna Casarramona, que no último defeso deixaram o Gijón depois da consagração europeia e de se sagrarem também campeãs de Espanha.

Os quartos-de-final jogar-se-ão a 12 de Janeiro e 16 de Fevereiro, e a Final Four está agendada para 16 e 17 de Março.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade