Notícia

Graça deixa Comité Internacional

Jan 01, 2019

Fernando Graça apresentou a sua renúncia ao cargo que ocupava no Comité Internacional de Hóquei em Patins. Na base da renúncia estarão graves e inultrapassáveis divergências com o líder do comité, Carmelo Paniagua.

As divergências entre Carmelo Paniagua, também presidente da federação espanhola, e Fernando Graça, presidente do comité europeu (WSE-RH), não são recentes. Ainda que de forma velada, ficaram bem patentes na edição da Taça Intercontinental em 2016. Na altura, Paniagua “patrocinou” a realização da mesma em Vic, enquanto Graça não a reconheceu como oficial, apontando várias irregularidades.

A renúncia ao Comité Internacional em nada afecta a posição de Fernando Graça no Comité Europeu, que continuará a presidir

Poucos meses volvidos, em Março de 2017, Paniagua assumiria o comité internacional de Hóquei em Patins no congresso da World Skate e em Julho eram dadas a conhecer as responsabilidades de Fernando Graça, que formara comité com Paniagua, Daniel Martinazzo e António Aguiar.

Pelo comunicado emitido na altura, Fernando Graça assumiria a gestão dos árbitros e delegados técnicos, incluindo a formação e avaliação da performance dos juízes. A seu cargo estaria ainda a elaboração de um “Manual de Arbitragem”, sendo que neste pelouro de arbitragem contaria com o apoio do português Luis Rei e da espanhola Susana Pandavenes.

A cargo de Fernando Graça estaria também a revisão e actualização das regras do jogo – já concretizada, mas em contínua análise e aperfeiçoamento - e do regulamento das competições. Neste capítulo, Graça contaria com a “sua” comissão técnica, composta por Luís Sénica (que estava de saída por ter assumido a presidência da federação portuguesa), Cátia Ferretti e Quim Paüls.

Apesar das aparências das relações institucionais, a relação de Graça com Paniagua nunca terá sido a melhor

Fernando Graça já exprimira a sua intenção de deixar o comité, em 2017, em Nanjing, mas a intervenção de Sabatino Aracu, presidente da World Skate, levaria a que uma relação que terá sido marcada por episódios de ingerência e desautorização se prolongasse.

A recente apresentação, na Taça Intercontinental, de equipamentos que ainda estariam em fase prévia de estudo pela comissão técnica, e, em particular, a organização à margem de Fernando Graça do Seminário Internacional para árbitros (pelouro directo do dirigente português) e treinadores que terá lugar de 25 a 27 de Setembro em Barcelona, terão tornado inevitável este desfecho.

Virada a página da Taça Intercontinental, as atenções do comité internacional e da World Skate devem voltar-se para a preparação do grande desafio que são os World Roller Games, cuja segunda edição – que terá lugar em Barcelona - arranca a 29 de Junho com o Mundial de Sub-19, seguindo-se, na semana seguinte, os Mundiais de Seniores Masculino e Feminino.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade