Notícia

Benfica leva vantagem mínima para a Catalunha

Jan 12, 2019

Foto de capa: Sport Lisboa e Benfica - Modalidades @facebook

O Benfica venceu o Voltregà por 2-1 na primeira mão dos quartos-de-final da Liga Europeia Feminina.

Pela terceira vez na sua história, o Benfica recebeu e venceu as campeoníssimas do Voltregà – cinco vezes vencedoras da Liga Europeia – na Luz.

Depois das vitórias nos quartos-de-final em 2015 e nas meias-finais em 2018, as pupilas de Paulo Almeida garantiram vantagem, ainda que mínima, para a segunda mão, que terá lugar a 16 de Fevereiro na Catalunha e que decide o apuramento para a Final Four.

Este sábado, na Luz, o Voltregà adiantou-se aos seis minutos, com Judit Burgaya a dar o melhor seguimento a uma grande assistência da argentina Adriana Gutiérrez. Mas o Benfica não tardou a reagir, virando o resultado com dois golos de Marlene Sousa.

A internacional portuguesa marcou aos oito minutos após jogada individual e, quatro minutos volvidos, “encostou” numa assistência de Maria Sofia Silva à altura daquela da consagrada Adriana Gutiérrez que valera o golo das catalãs.

O jogo não teria mais golos, apesar de um livre directo para cada lado já na segunda parte, e o Benfica terá de defender uma vantagem muito magra na pista das adversárias.

Campeãs surpreendidas

Nos outros jogos dos quartos-de-final, o Iserlohn venceu o Montreux por claros 11-1 e tem um patim na Final Four, onde defrontará o vencedor da eliminatória entre Benfica e Voltregá.

Na outra meia-final, o Palau de Plegamans tem lugar praticamente certo depois de vencer as francesas do Noisy Le Grand por 10-0.

Quem também tem o apuramento bem encaminhado, de forma algo surpreendente, é o Manlleu, que venceu as vigentes campeãs do Gijón por cinco golos sem resposta. Anna Casarramona, por duas vezes, e Maria Diez (“Peke”), campeãs europeias e de Espanha pelo Gijón na pretérita temporada, marcaram à sua ex-equipa.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade