Notícia

«A minha palavra não se sobrepõe aos regulamentos»

Mar 12, 2019

Vítor Ferreira, vice-presidente da Federação de Patinagem de Portugal, comentou ao HóqueiPT o tema da dupla falta de comparência averbada a Física e Alenquer, questão agora de regresso à baila com as contas do final da primeira fase do Campeonato Nacional de Sub-20.

O dirigente federativo confirma que foi contactado, mas fora de horas. “Além da hora tardia que me telefonaram, já tinham telefonado para outros dois directores e ambos disseram que não”, conta ao HóqueiPT.

“Recebo uma chamada cerca das 22h45… Nem foi ninguém da Física que me ligou, foi uma pessoa ligada ao Alenquer. E expõe a situação, que ninguém quer apitar, enfim... aquilo que todos já sabem. E eu, na minha boa fé, realmente disse que sim”, reconhece, sobre a realização da partida noutra data.

“Dado o adiantado da hora, de forma a que eles não estivessem muito mais tempo lá no pavilhão à espera, acedi àquilo que o dirigente do Alenquer me estava a propor. Embora mal”, lamenta. “Porque é que não foi a Física a ligar?”, questiona, dado que eram os torreenses que actuavam como visitantes.

No entanto, apesar da decisão que reconhece como errada, Vítor Ferreira alerta para o prazo previsto para o jogo ter início após a hora inicialmente prevista, que é de 30 minutos.

“As equipas já estavam em incumprimento. Não seria a minha decisão que iria alterar fosse o que fosse”, explica. “À hora que me ligaram, já passava muito da hora regulamentar para o jogo ter de se iniciar. Não era a minha decisão, boa ou má, que iria resolver aquele assunto. Já tinha passado essa meia-hora. Já estavam em incumprimento”, reforça, aludindo à força da lei. “Qualquer resposta que fosse a minha, a minha palavra não se sobrepõe aos regulamentos”, reforça.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade