Notícia

Atletas da Física respondem: «Apenas queremos justiça»

Mar 13, 2019

As declarações do vice-presidente da Federação de Patinagem de Portugal ao HóqueiPT ficaram longe de apaziguar os ânimos dos atletas Sub-20 da Física.

Revoltados com a possibilidade de terem ficado fora da fase de apuramento de campeão nacional do escalão por uma falta de comparência, os atletas decidiram emitir um comunicado em que expõem a sua posição.

Abordando as declarações de Vítor Ferreira, os Sub-20 da Física reportam ainda a um possível erro na nomeação e na comunicação desta ao árbitro Nelson Melo, apesar de ter sido divulgada – o que só por si não a vincula - no site oficial da FPP.

Ao que foi possível apurar, a direcção da Física está a analisar a situação, mas para já não se vai prenunciar. Os atletas esgotarão todas as vias possíveis antes de se renderem.

Comunicado dos atletas

Em nome da equipa do escalão Sub-20 do Hóquei em Patins da Física de Torres Vedras, é nosso dever manifestar o descontentamento perante a declaração feita pelo vice-presidente da FPP.

Não queríamos expor este assunto em público, pois achamos que não é a melhor forma de o fazer, mas, considerando a urgência de esclarecer este assunto, partilhamos mais informações, que temos em nosso poder, para repor a verdade dos factos.

A primeira alínea que nos causou constrangimento foi o facto de o vice-presidente referir que a chamada que lhe foi feita na noite do jogo para abordar a situação foi realizada pela equipa do Alenquer, devendo ser feita pela equipa da Física. Para nós, não tem qualquer fundamento esta afirmação porque ambas as equipas estavam preocupadas em resolver a situação e, considerando que o responsável do Alenquer era o único que tinha o número de telemóvel do vice-presidente da FPP, por iniciativa deste foi estabelecido esse contacto. #QUOT2 Importa referir que o responsável da Física também estava a tentar fazer outros contactos, quer com pessoas da Federação, quer com da APL, pessoas essas que disseram que não tinham poder para resolver a situação!

Outra das questões levantadas está relacionado com a alínea 1 do artigo 33 do Regulamento que diz que "terá de ser concedida uma tolerância de 30 minutos". Após o tempo de espera, ambas as equipas começaram à procura de soluções e, visto que não havia ninguém para apitar o jogo de forma voluntária, como refere o artigo, decidiu-se ligar a alguém de "responsabilidade" que pudesse ajudar a resolver a situação. Assim, depois de tentar falar com várias pessoas, foi feita a tal chamada para o vice-presidente da Federação às 22h25, e não às 22h45 como foi mencionado pelo mesmo. Nessa chamada foi explicada toda a situação e chegou-se a um acordo que o jogo podia ser realizado noutra data. Mais tarde e já com o consenso dos dois clubes de uma data para realizar o jogo, às 22h36, foi efetuada outra chamada onde foi comunicada a data para realização do jogo, tendo o responsável do Alenquer sido informado pelo vice-presidente que os clubes teriam que formalizar para a Federação na manhã seguinte esta alteração. Refira-se que esta formalização foi feita como solicitado.

Relativamente ao artigo 33, no que se refere à ausência da equipa de arbitragem, fazemos notar que é sempre mencionado "falta da equipa de arbitragem nomeada"! Neste caso em particular, temos conhecimento que, devido à alteração da data do jogo do dia 27 de Janeiro para o dia 23 de Janeiro, a nomeação efetuada pela FPP foi para o dia 27 de Janeiro, não tendo o árbitro sido informado da alteração da data, ou mesmo que outro árbitro tenha sido nomeado. Assim, questionamos mais uma vez se a decisão da federação "falta de comparência dada às duas equipas", considerando que neste caso específico (o árbitro ao não ter sido informado desta alteração de jogo e por isso não ter comparecido na data e hora marcada) se é aplicado o mesmo regulamento ou, em nosso entender, é um aspeto omisso ao atual regulamento?!

Da nossa parte, achamos que fomos lesados por um erro que não é nosso e gostaríamos, acima de tudo, que a Federação voltasse a analisar todos os factos e que nos permitisse realizar o nosso jogo com o Alenquer a contar para a 2ª fase, Zona Sul, Série C, do Campeonato Nacional de Sub-20.

Nem a equipa da Física, nem o do Alenquer, nem o árbitro Nelson Melo tiveram culpa do sucedido.

Apenas queremos justiça e lutar até ao fim pela verdade desportiva!

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade