Notícia

Portugal termina em quinto

Nov 04, 2014

Imagens: Sylvain Clément

Terminou este sábado em Tourcoing, França, o 12º Campeonato do Mundo Feminino de Hóquei em Patins.

Afastado nos quartos-de-final pelas chilenas, Portugal disputou na sua derradeira partida o 5º e 6º lugar com a Itália, vencendo por 2-1, com dois golos de Marlene Sousa.

Numa prova bem mais competitiva do que a dos seniores masculinos, a Selecção orientada por Carlos Pires entrou no Mundial a golear a Índia, marcando 24 golos sem resposta. Seguiu-se a Itália, num teste já com algum grau de dificuldade. As portuguesas empataram a um, ficando a sensação de que teriam potencial para mais.

No entanto, no fecho da fase de grupos, Portugal tinha pela frente a Alemanha, uma das potências no hóquei feminino e, pese estar a vencer ao intervalo, a Selecção das Quinas acabou por sucumbir a uma derrota por 1-3.

Mas do jogo com as germânicas ficou a aprendizagem. E quando nos oitavos de final as portuguesas apanharam pela frente a propalada candidata ao título Espanha – trazida à terra por uma lição argentina que culminou numa pesada derrota por 7-1? na fase de grupos – sabiam o que tinham de fazer. A Espanha adiantou-se no marcador durante a primeira parte e chegou ao intervalo a vencer por 0-1. Tal como Portugal frente á Alemanha. Mas, tal como a Alemanha frente a Portugal, as pupilas de Carlos Pires partiram para uma grande segunda parte, com três golos sem resposta, a afastar a equipa vice-campeã do Mundo de Alberto Mazón da discussão do título.

Com um sonho justificado por uma sempre motivadora vitória sobre a Armada Espanhola, as portuguesas defrontaram nos quartos-de-final o Chile, mais uma selecção que nos femininos ombreia com as melhores. Portugal assumiu a partida e a vontade de vencer mas as chilenas foram frias e pragmáticas. Com uma postura mais defensiva, a equipa chilena nunca esteve a perder. Já na segunda parte, Portugal recuperou de 1-3 para 3-3 mas o Chile daria o golpe de misericórdia nas aspirações portuguesas já na recta final da partida.

Afastado das meias-finais e relegado para a disputa do 5º lugar, Portugal deu uma boa resposta. Frente á Colômbia, as portuguesas até consentiram um primeiro golo adversário mas não tardaram a dar a volta para 3-1. As colombianas ainda reduziram para a diferença mínima antes do intervalo mas a segunda parte foi toda da equipa de Carlos Pires. Quatro golos selaram uma vitória por 7-2 que levaram ao reencontro com a Itália.

Marlene Sousa foi a melhor marcadora entre as portuguesas (todas marcaram), visando por 13 vezes a baliza adversária com êxito.

Na partida que fechou a participação lusa no Mundial, Portugal confirmou a sensação de “poder ir mais além” que ficara frente ao mesmo adversário na fase de grupos, registando a vitória por 2-1 que lhe garantiria o 5º lugar.

Portugal apresentou-se neste Mundial com uma equipa com largo futuro pela frente e a mostrar ser capaz de atacar uma primeira grande conquista para o hóquei patinado nacional no feminino após os anos do tricampeonato europeu entre 1997 e 2001. Em 2015 há já nova oportunidade, com a 13ª edição do Campeonato da Europa.

Argentina campeã

A Argentina sagrou-se campeã mundial feminina pela quinta vez na sua história. Na grande final, em partida arbitrada pelo português Ricardo Leão, frente às anfitriãs e actuais detentoras do título, as argentinas não deram hipóteses e venceram por 3-0. De resto, as argentinas nunca deram hipóteses. As pupilas de Jorge Otiñano venceram as suas seis partidas, marcaram 34 golos e sofreram apenas um. Falar do domínio argentino pode ser falar do golo sofrido, que aconteceu na estreia na competição, frente à vice-campeã mundial Espanha. Mas as argentinas já tinham marcado sete (!) antes do tento espanhol de Nara López…

Ricardo Leão arbitrou a final

A classificação final ficou assim ordenada: 1º Argentina, 2º France, 3º Chile, 4º Alemanha, 5º Portugal, 6º Itália, 7º Suíça, 8º Colômbia, 9º Espanha, 10º Inglaterra, 11º Índia, 12º Estados Unidos, 13º África do Sul e 14º Japão.

A classificação final ficou assim ordenada: 1º Argentina, 2º France, 3º Chile, 4º Alemanha, 5º Portugal, 6º Itália, 7º Suíça, 8º Colômbia, 9º Espanha, 10º Inglaterra, 11º Índia, 12º Estados Unidos, 13º África do Sul e 14º Japão.

Provas relacionadas

Campeonato do Mundo Feminino - Fase final
Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade