Notícia

Quarteto português 'ataca' lugar na Final Four

Mar 23, 2019

As equipas portuguesas estão em maioria nos quartos-de-final da Liga Europeia e já é certo que uma – Oliveirense ou Benfica - estará na Final Four.

A mais importante prova europeia de clubes é tradicionalmente dominada pelas equipas do país vizinho, sendo que para tal muito contribui as conquistas do Barcelona. De facto, como Liga Europeia, desde 1996/97, o Barcelona já venceu 12 vezes a prova. Mas o Liceo venceu três e Igualada e Reus por duas vezes cada. As “excepções” são os dois títulos do Benfica e o título do Follonica, que continua como o único conquistado por uma equipa italiana nesta competição.

Em 23 edições com o nome de Liga Europeia, só duas vezes (2001/02 e 2011/12) é que o Porto não esteve nos “últimos oito”. No modelo actual de competição, adoptado em 2012/13, Porto e Benfica estiveram sempre nos “quartos”.

Agora as equipas lusas procuram rebater esse domínio. Pelo segundo ano consecutivo, há quatro equipas portuguesas nos quartos-de-final e, pela quarta vez consecutiva, Porto, Benfica e Oliveirense lutam por um lugar na Final Four.

O duelo português

Um dos lugares nas meias-finais já tem uma “bandeirinha” portuguesa. Oliveirense e Benfica defrontam-se por um lugar na Final Four, depois de no ano passado terem caído nestes “quartos” respectivamente frente a Sporting e Porto. Falhariam a decisão da prova depois de estarem na Final Four da Liga Europeia em 2017, em Lleida, em que a Oliveirense foi finalista e o Benfica semifinalista.

As duas equipas já se defrontaram três vezes esta época. Na pré-época, nas meias-finais da Elite Cup, a Oliveirense venceria nas grandes penalidades. Mais a sério, para o Campeonato, o Benfica venceu em Oliveira de Azeméis por 1-3, com reviravolta nos últimos minutos. Na Luz, já com Alejandro Dominguez ao leme dos encarnados, os dois emblemas – que se defrontaram na final da Liga Europeia de 2016 – empataram a três.

Último jogo entre Benfica e Oliveirense ficou marcado pela polémica

O jogo da Luz ficou marcado por um lance em que a bola passou a linha de baliza, mas não foi validado à Oliveirense, lançando o debate sobre a utilização do badalado VAR no Hóquei em Patins. Nessa partida, em Fevereiro, o Benfica não contaria com Nicolia e Diogo Rafael, lesionados.

Ao site oficial da Oliveirense, Jordi Bargalló, que conquistou três Ligas Europeias pelo Liceo, alerta que a primeira mão é apenas meia eliminatória. “Não são apenas os 50 minutos em Oliveira de Azeméis, porque a eliminatória vai decidir-se na Luz. Por isso, planeámos um jogo de 100 minutos”, revela, vendo um Benfica que mudou com a chegada do seleccionador espanhol.

Renato Garrido e Alejandro Dominguez defrontar-se-ão pela primeira vez como seleccionadores de Portugal e Espanha… para já, pelos seus clubes

“Adquiriram uma nova dinâmica e estão a defender um pouco mais alto e agressivos e com isso estão a conseguir transições fortes com jogadores difíceis de parar”, explica. E dá a receita. “Vamos tentar mandar nos ritmos da partida e fazer um bom resultado na nossa casa com o apoio dos nossos adeptos”, afirma.

A Oliveirense só garantiu o apuramento para estes quartos-de-final na derradeira jornada, terminando mesmo em igualdade pontual com o Follonica. Já o Benfica, num grupo teoricamente acessível, terminaria com cinco vitórias e apenas um empate.

O duelo catalão

À primeira vista, o Barcelona, que venceu a principal prova europeia num total de 22 ocasiões em 52 edições, é claramente favorito no duelo catalão com o Noia.

Mas os dois duelos realizados para a OK Liga, prometem dificuldades aos blaugrana. Em Sant Sadurní, o Noia impôs um empate a dois e, no Palau, a vitória tangencial do Barcelona, de João Rodrigues, por 2-1 só se consumou nos segundos finais da partida.

O Noia será a equipa mais representada na selecção espanhola em Montreux; para além de Llorca, estão convocados Martí Zapater, Marc Grau e Sergi Aragonès

O Barcelona registou uma derrota (em Oliveira de Azeméis), mas o seu percurso foi de passos firmes, terminando mesmo como o melhor ataque da fase de grupos, com 35 golos marcados. O apuramento do Noia apenas se confirmaria na última jornada, mas com uma vitória contundente por 7-2 frente ao adversário directo, o Monza.

O Barcelona defende o título conquistado na última temporada, então com Xavi Barroso (agora na Oliveirense) e Lucas Ordoñez (Benfica)

Entre os actores principais desta eliminatória, destaque para Sergi Llorca, cedido pelo Barcelona à equipa da “capital da cava”, que está a protagonizar uma excelente temporada, e a quem muitos auguram um percurso semelhante ao de Nil Roca, que regressou à “casa-mãe” depois de cedência ao Noia.

A primeira mão terá arbitragem portuguesa, de João Duarte e Ricardo Leão.

Os duelos luso-italianos

Porto e Sporting viajam este sábado até Itália, onde passaram com empates na fase de grupos.

Os dragões visitam Forte dei Marmi, onde o Sporting empatou sem golos depois de ter vencido pela “mínima” (2-1) no João Rocha.

O Sporting viaja até Lodi, onde – diz-se – tem interesse em Alessandro Verona. Ali, frente à equipa de Nuno Resende e Luís Querido, o Porto não iria também além de um empate, a um, mas seria categórico no Dragão Caixa, com um triunfo por 8-3, expondo algumas dificuldades do bicampeão italiano a jogar além-fronteiras.

Porto e Sporting defrontaram-se nas meias-finais da última edição da Liga Europeia; no Dragão Caixa, os dragões venceriam por 5-2

Porto e Sporting estiveram na última Final Four, no Dragão Caixa, disputando entre si um lugar na final. O Porto venceria e avançaria para a final com o Barcelona, mas para os verde-e-brancos ficaria mais um passo num caminho de afirmação. Esta temporada, a equipa de Paulo Freitas terminaria a fase de grupos como a defesa menos batida, consentindo apenas oito golos.

Em caso de duplo apuramento, que ainda está a – pelo menos – 100 minutos de distância, Porto e Sporting não se defrontarão nas meias-finais. Os dragões defrontarão Noia ou Barcelona, enquanto os leões terão pela frente Oliveirense ou Benfica.

Liga Europeia - Quartos-de-final

Primeira mão, 23 de Março

• Oliveirense vs Benfica, 17h30

• Noia vs Barcelona, 20h

• Forte vs Porto, 21h

• Lodi vs Sporting, 21h

Segunda mão, 6 de Abril

• Sporting vs Lodi, 15h

• Barcelona vs Noia, 18h

• Porto vs Forte, 18h30

• Benfica vs Oliveirense, 19h

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade