Notícia

Poker de Hélder no passo firme dos dragões em Barcelos

Apr 28, 2019

Depois de derrotas em 2015/16 (5-4), 2016/17 (4-3) e 2017/18 (3-2), o Porto de Guillem Cabestany venceu em Barcelos e terá dado um passo decisivo rumo ao título, apesar de ainda ficarem três jornadas por jogar.

Os dragões entraram fortes e Hélder Nunes inaugurou o marcador logo aos três minutos. Gonçalo Alves, mantendo a eficácia de grande penalidade que mostrara a todos em Montreux, ampliou e, antes de estarem cumpridos oito minutos, Hélder Nunes fazia o terceiro.

O Óquei de Barcelos mostrara contra o Sporting ser uma equipa capaz de recuperar de resultados adversos, e terá acalentado essa esperança quando João Guimarães foi o mais lesto a chegar (e a marcar) depois de Ruben Sousa falhar um livre directo.

No que resta do Campeonato, o Porto recebe o Riba d’Ave, desloca-se a Valongo e fecha em casa com o Turquel. Interposto recurso sobre a interdição, os azuis-e-brancos deverão poder utilizar o Dragão Caixa até ao final da prova.

No entanto, Giulio Cocco e Hélder Nunes, este último com uma picadinha de elevada nota artística, ampliaram para 1-5 antes do intervalo, tornando a tarefa do Óquei praticamente impossível.

Os barcelenses ainda se aproximaram. João Almeida fez o 2-5 e Gonçalo Nunes, num tiro da linha divisória das meias pistas, o 3-5, mas o Porto tinha a partida controlada.

A oito minutos do fim, Hélder Nunes, de livre directo (na recarga) fez o 3-6 e, já nos três minutos finais, Reinaldo Garcia “roubou” a bola perto da sua área e só parou quando fechou as contas do jogo.

Sporting vence com tranquilidade

Quando o jogo de Barcelos estava para começar, no João Rocha já estava para terminar uma partida que acabou por ser fácil para os leões.

Na recepção à Juventude de Viana, o Sporting já vencia por dois golos (Marin e Caio) aos três minutos e, quando os vianenses reduziram a oito minutos do intervalo, já o Sporting chegara aos cinco, com destaque para um bis de Toni Pérez.

O intervalo chegaria com uma vantagem verde-e-branca de 6-2, que ganhou ainda mais expressão na etapa complementar.

Francisco Silva selou um hat-trick juntando mais dois golos ao da primeira parte, mas o Sporting já marcara cedo por Gonzalo Romero e confirmaria – se necessário fosse - a vitória com dois golos de Vítor Hugo e outro de Caio a fechar num pesado 10-4 final.

Oliveirense não desarma

Arredada da luta pela Liga Europeia, a Oliveirense não desarma na luta pelo título, seguindo a par do Sporting, três pontos atrás do líder Porto.

Em Riba d’Ave, numa deslocação complicada, a equipa de Renato Garrido vencia por 0-2 ao intervalo, com golos de Torra, de livre directo, e de Jorge Silva.

A equipa de Hugo Azevedo procurou reagir, mas a agressividade defensiva levaria à 10ª falta, e Torra não perdoou, fazendo o 0-3 a 10 minutos do final. Já no último minuto, Jorge Silva (bis) e Torra (hat-trick) selariam o triunfo num 0-5 enganador pelos números.

Matematicamente fechado: Benfica afastado do título, mas com lugar na Liga Europeia

Desportivamente era um dado assente, mas matematicamente só este fim-de-semana ficou definido o afastamento do Benfica da luta pelo título. Os encarnados até venceram, mas, com nove pontos em disputa, será impossível anular a larga desvantagem de 11 para o líder. Ainda no âmbito da matemática, este triunfo – aliado à derrota do Óquei de Barcelos – garante ao Benfica um lugar na Liga Europeia na próxima temporada.

Na deslocação a Turquel, o Benfica chegou a uma vantagem de quatro golos aos 17 minutos, terminando cedo com a esperança da equipa da Aldeia do Hóquei somar qualquer ponto na luta pela manutenção. Adroher inaugurou aos três minutos e Miguel Vieira, que foi titular, fez o segundo, antes de Lucas Ordoñez e Diogo Rafael fixarem o resultado ao intervalo.

Na etapa complementar, Diogo Rafael marcou de grande penalidade (numa aposta que parece ganhar força na equipa encarnada) e o Benfica descansou definitivamente. André Pimenta e André Moreira ainda reduziram, mas sem beliscar o triunfo encarnado, que teria os números finais de 2-5.

O Campeonato regressou agora depois de quase um mês sem competição e volta a parar já na próxima semana para a Taça de Portugal, regressando na semana seguinte apesar de, na luta pelo título, Sporting (joga a 15 na Marinha Grande) e Porto (recebe a 22 o Riba d’Ave) terem de adiar os seus jogos por força na participação na Final Four da Liga Europeia.

I Divisão – Luta pelo título

23ª jornada

• Óquei de Barcelos 3-7 Porto

• Sporting 10-4 Juventude de Viana

• Riba d’Ave 0-5 Oliveirense

• Turquel 2-5 Benfica

Classificação

1º Porto (58 pontos), 2º Sporting (55), 3º Oliveirense (55), 4º Benfica (47)

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade